Lajeado consome 1 milhão de litros por hora, diz gerente da Corsan

ÁGUA

Lajeado consome 1 milhão de litros por hora, diz gerente da Corsan

Conforme Alexsander Pacico, são cerca de 40 mil economias vinculadas à companhia no município. Em Lajeado, não há risco de faltar água devido à estiagem

Por

Lajeado consome 1 milhão de litros por hora, diz gerente da Corsan
Lajeado
Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

Lajeado consome em média 1 milhão de litros de água por hora, informa o gerente da Corsan, Alexsander Pacico. Em entrevista ao programa O Vale em Pauta, da Rádio A Hora 102.9, na manhã desta terça-feira, 17, o gestor da companhia detalha o funcionamento dos processos de abastecimento e aborda a importância de poupar água.

A Corsan atende cerca de 40 mil economias em Lajeado, o que não compreende todo o município. Alguns locais são abastecidos por sociedades de água, prefeitura ou empresa privada.

Qualidade

Pacico ressalta a qualidade da água entregue. Conforme ele, a cada hora, 12 parâmetros diferentes são analisados. Em paralelo a isso, a outras análises feitas a cada semanas e meses.

Falta de água

Devido à topografia, os bairros mais altos são os primeiros a sofrerem com a falta de água e os últimos no restabelecimento. A interrupção no fornecimento ocorre quando algum cano estoura, problema normalmente vinculado a obras, ou quando há falta de energia elétrica em algum recalque.

Pacico diz que “não dá pra ser profeta do apocalipse”, mas a princípio, Lajeado não tem risco de sofrer com abastecimento de água devido à estiagem.

Assista a entrevista na íntegra

Acompanhe
nossas
redes sociais