Suprema conquista 1,5 mil novos clientes em 2022

Opinião

Thiago Maurique

Thiago Maurique

Jornalista

Coluna publicada no caderno Negócios em Pauta.

Suprema conquista 1,5 mil novos clientes em 2022

Por

Gustavo Adolfo 03

Crédito: Divulgação

Empresa de TI integrante do ecossistema do Tecnovates, a Suprema Soluções Empresariais registrou grande crescimento em 2022 – ano em que também inaugurou sede fora do parque tecnológico.

De acordo com o diretor da empresa, Clodoaldo Santos, a alta demanda fez com que a empresa dividisse as atividades em CNPJs diferentes. “Criamos a RACAR, que continua dentro do Tecnovates. Desta maneira ficou mais fácil focar em separado cada um de nossos projetos.”

Com essa estratégia, a empresa alcançou mil novos assinantes no sistema Evove, totalizando 1,5 mil. No sistema Gmais, 130.000 leituras, enquanto o Kompllet alcançou 1.340 assinantes. Diante desse crescimento, também criou o serviço de BPO Financeiro, que terceiriza questões burocráticas do setor administrativo para a equipe da Suprema.

Para 2023, a empresa planeja ampliar a área de atuação no Brasil, por meio de distribuidores autorizados, além de expandir as ferramentas de integração das soluções da empresas com marketplaces e sites corporativos. “Nossa proposta é permitir que o cliente foque exclusivamente nas vendas.”


Desregulamentação, a nova falsa polêmica

Depois do julgamento do STF enganosamente divulgado como “o fim da demissão sem justa causa”, janeiro trouxe aos holofotes mais uma falsa polêmica – dessa vez envolvendo a desregulamentação de profissões. O frisson midiático ocorre a partir de projeto protocolado pelo deputado Tiago Mitraud (Novo/MG) que prevê desregulamentar, ou seja, desobrigar a necessidade de diploma, registro ou prova de proficiência, a atuação em mais de 30 atividades.

A lista inclui de aeronautas a engenheiros, passando por jornalistas e pelo fim do exame da OAB para advogados. Encaminhada no apagar das luzes do ano passado, a proposta rendeu manchetes absurdas na internet e até em alguns veículos sérios. O projeto foi encaminhado ao Congresso ao lado de centenas de outras propostas. Entre isso e ser aprovado/aplicado, a distância é gigante.

As fortes reações nos conselhos profissionais mostram que as entidades não checaram a informação e caíram na estratégia de autopromoção do deputado, que passou as duas primeiras semanas do ano dando entrevistas para diferentes veículos de imprensa. Como o autor da proposta não se reelegeu, a chance de avançar é ínfima. De qualquer forma, Mitraud conseguiu o que queria: aparecer e pautar o debate midiático. Graças à lógica caça-cliques das manchetes enganosas.


Zagonel apresenta apartamento decorado no One

A Construtora Zagonel abriu para visitas o apartamento decorado do residencial Zagonel ONE. Com 130,5 m² e três quartos, sendo uma suíte, a unidade mobiliada tem o projeto de interiores assinado pela Muram Arquitetura e tem parceria com as empresas Wickert Vidros, Gerson LK Mármores, Requadrare, Bom Negócio e Vidraçaria Steffens. O decorado fica no décimo andar do prédio, fica na Rua Fialho de Vargas, 161, Centro de Lajeado.


RÁPIDAS

• Bomba nas Americanas – A notícia de um rombo de R$ 20 bilhões nas Lojas Americanas, maquiado na contabilidade da empresa, caiu como uma bomba no mercado financeiro. As ações da empresa caíram 90% e chegaram a valer R$ 1,20 na tarde de ontem.

Com lojas físicas em todo o Brasil, incluindo o Vale do Taquari, milhares de investidores na bolsa, além de marketplace com milhões de clientes e milhares de comerciantes, a possibilidade de falência se tornou real – afinal, o patrimônio da empresa soma R$ 16 bilhões. Os bancos confirmaram renegociação e rolagem de dívidas estratosféricas, mas pode ser pouco diante do tamanho do problema.

• Queda na inadimplência – A inadimplência em Lajeado iniciou 2023 com queda de 0,5% na comparação com dezembro de 2022. Com a redução o índice chegou a 25,5%, após seis meses de estabilidade em 26%. Os números foram divulgados pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Lajeado junto ao banco de dados da Boa Vista Dos 64.435 CPF’s ativos no município, 16.436 estão com alguma restrição junto ao SCPC. Quanto ao perfil dos inadimplentes, a maioria em Lajeado segue sendo do sexo masculino na faixa etária dos 30 e 34 anos.

Acompanhe
nossas
redes sociais