Cidadania e liberdade

Opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Cidadania e liberdade

Por

Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

O vandalismo registrado em Brasília é rechaçado pela imensa maioria do povo brasileiro. De direita, esquerda ou centro. Ninguém em sã consciência imaginaria que tais atos provocariam qualquer outra coisa que não fosse a justíssima e necessária prisão dos envolvidos. Não há qualquer outra conclusão sensata.

Quem, nem que tenha sido por algum segundo, imaginou que após toda aquela selvageria o comando do país pudesse ser devolvido ao governo anterior precisa buscar informações mais próximas da realidade. É grave a dimensão que determinados anseios e crenças atingiu no Brasil. Precisamos reestabelecer limites básicos de cidadania, sim. É urgente. Mas sem que isso sirva de pano de fundo para cercearem nossas liberdades básicas.


Novos caminhos

O governador Eduardo Leite (PSDB) participou do ato de inauguração da UTI Pediátrica do Hospital São Sebastião Mártir, em Venâncio Aires. Por lá, encontrou muitos prefeitos das regiões dos Vales do Taquari e Rio Pardo, que aguardam por uma solução plausível e sustentável para a logística entre as duas regiões. Falo da concessão das rodovias estaduais, é claro. E a expectativa, segundo gestores próximos ao tucano, é que o Estado seja mais sensível às demandas regionais e compreenda a necessidade de nos entregar novos caminhos.

Crédito: Divulgação


“Democracia não admite invasões”

Diversas empresas e entidades representativas do setor produtivo – e até a CBF – emitiram notas em favor da democracia. Ontem, por exemplo, a Federasul lançou comunicado à comunidade gaúcha para endossar a condenação de todo e qualquer ato de depredação do bem público, violência e agressões. Na mesma linha, a federação representativa das entidades empresariais criticou o afastamento do governador do Distrito Federal. A Fiergs, que representa as indústrias do estado, também se manifestou por meio de nota oficial.

“As invasões do patrimônio público, assim como de propriedades privadas, sempre foram condenadas pela Fiergs, cuja sede, em Porto Alegre, já sofreu esta violência na década de 90, sendo os responsáveis condenados à indenização”, escreve o presidente Gilberto Porcello Petry, em um texto cujo título é “Democracia não admite invasões”. E eu assino embaixo.


Proximidade com a Setur

Ex-vereadora em Teutônia, Mareli Vogel PP) pode permanecer no governo de Eduardo Leite. A Progressista é cotada para uma função na Secretaria Estadual de Turismo, chefiada pelo ex-deputado federal Vilson Covatti (PP). Em um momento de amplo desenvolvimento do turismo do Vale do Taquari, seria interessante ter gente nossa próxima às autoridades ligadas ao setor.

Ontem, ela participou de um encontro entre Covatti, o prefeito de Encantado, Jonas Calvi, o secretário de turismo de Encantado e vice-presidente da Amturvales, Charles Hossner, e o coordenador do Trem dos Vales, Rafael Fontana. Na pauta, o Cristo Protetor e o passeio de trem.


Sidnei assume vaga na Assembleia

Ex-prefeito de Arroio do Meio, e provável candidato ao mesmo cargo em 2024, o emedebista Sidnei Eckert assume uma cadeira titular na Assembleia Legislativa gaúcha. Ele é o oitavo suplente do MDB, conforme resultado do pleito geral de 2018, e fica no cargo até o fim de janeiro, quando enfim ocorre a mudança de legislatura no legislativo estadual.

É o mesmo caso da deputada federal Márcia Scherer (MDB), que também assumiu como suplente neste mês de janeiro. Ou seja, e infelizmente é só por algumas poucas semanas, o Vale do Taquari terá representantes nos parlamentos estadual e federal.


PT regional cobra monitoramento

Em nota oficial assinada em conjunto com outras cinco entidades sociais da região, a Coordenação Regional do PT no Vale do Taquari manifesta que os atos de vandalismo em Brasília foram “executados por apoiadores do ex-presidente, com a cumplicidade da força de segurança do Distrito Federal”, e cita que são “atos de terroristas de extrema-direita, que não respeitam os resultados das eleições presidenciais e os poderes legislativo, executivo e judiciário”. O grupo também manifesta apoio ao afastamento do governador do DF, às investigações, e considera “necessário e urgente o monitoramento, pelas instituições responsáveis, dos grupos terroristas de extrema-direita em todas as unidades da federação”.


TIRO CURTO

– Perguntinha: quando vai iniciar o novo debate sobre a sede própria da câmara de Lajeado? Será que inicia antes ou depois da conclusão da nova parada de ônibus da Av. Benjamin Constant? Brincadeiras à parte, aguardemos!

– Chamou a atenção. Na semana passada, leitores observaram movimentação atípica na Praça do Papai Noel, com a presença em peso de eleitores de Jair Bolsonaro.

– Não surpreende a presença de moradores do Vale entre os manifestantes em Brasília. Afinal, na região predominam os eleitores de Jair Bolsonaro. A Polícia Federal deve investigar se alguém financiou a viagem deles, e, claro, se eles estiveram envolvidos em qualquer ato de depredação. E é bom que se diga. Até que se prove eventual ligação com os crimes de vandalismo, eles são apenas manifestantes. E seguirão assim, caso não se prove nada.

Acompanhe
nossas
redes sociais