Arquivo Histórico de Lajeado completa 28 anos nesta quinta-feira

HISTÓRIA PRESERVADA

Arquivo Histórico de Lajeado completa 28 anos nesta quinta-feira

Arquivo funciona no 2º andar da Biblioteca Pública Municipal João Frederico Schaan

Por

Arquivo Histórico de Lajeado completa 28 anos nesta quinta-feira
Foto: Divulgação
Lajeado
Gustavo Adolfo 03

O Arquivo Histórico Municipal de Lajeado completa 28 anos nesta quinta-feira, 12. Inaugurado em 12 de janeiro de 1995, o local preserva significativo acervo de documentos que contam parte da história de Lajeado e região. O Arquivo funciona no 2º andar da Biblioteca Pública Municipal João Frederico Schaan.

Criado pelo Decreto 4.523, o acervo dispõe de livros códices manuscritos, ofícios, cartas, leis e decretos, além de obras raras. O documento mais antigo tem como registro o ano de 1877. A coordenadora da Biblioteca Pública Municipal, Kelen Battisti Giongo, conta que também fazem parte do arquivo fotografias, mapas, plantas e croquis, que ilustram o passado do município em imagens.

O espaço guarda documentos oficiais da Administração de Lajeado e doações de particulares, conserva o Acervo Textual como cartas, ofícios e requerimentos, mais legislações e relatórios federais, estaduais e municipais, Acervo Iconográfico com fotografias avulsas, álbuns e postais, Acervo Cartográfico como croquis, plantas e mapas, Acervo Bibliográfico como obras raras e Códices em livros manuscritos desde 1877.

O acervo conta com cartas de guerra recebidas por famílias de Conventos, que se comunicavam com parentes da Alemanha. Nas cartas, eles contavam como estava o cenário no país. Kelen relembra que o historiador Wolfgang Hans Collischonn atuou como voluntário e parceiro do Arquivo Histórico e auxiliou na tradução destas cartas.

Digitalização

A equipe do Arquivo Histórico dá continuidade à digitalização e disponibilização do acervo de forma virtual. Esse trabalho iniciou em 2020, por meio do projeto Salvaguarda do Patrimônio Documental Histórico de Lajeado, da Univates. Ele foi realizado com recursos do governo do Estado, por meio do Pró-Cultura RS FAC.

A digitalização preserva a integridade física dos documentos originais. A disponibilização virtual divulga e facilita o acesso ao acervo, que serve de banco de dados da memória histórica regional.

Conforme Kelen, é um trabalho minucioso, que demanda cuidado e, principalmente, tempo, mas é necessário para preservar a história do município.

O processo de digitalização possui diversas etapas: todos os livros do arquivo são limpos com pincel, página por página, debaixo para cima; caso necessitem, as páginas são restauradas; então as páginas são fotografadas, recortadas e digitalizadas. Alguns desses arquivos também são transcritos para facilitar a pesquisa no acervo virtual.

Visitas ao Arquivo Histórico Municipal

O local precisa de iluminação e climatização controlada para preservar os documentos históricos e todo manuseio é realizado com luvas. As pesquisas de arquivos históricos podem ser realizadas online clicando aqui. Caso o material ainda não estiver disponível digitalizado, os interessados podem se dirigir ao arquivo que terão o auxílio de um profissional da equipe para realizar a pesquisa.

Acompanhe
nossas
redes sociais