“Segurança e pleno emprego trazem haitianos ao Vale”, avalia Fernanda Sindelar

ENTREVISTA

“Segurança e pleno emprego trazem haitianos ao Vale”, avalia Fernanda Sindelar

Segundo a economista e pesquisadora, cerca de 17% dos imigrantes do Haiti empregados no RS atuam no Vale

Por

Atualizado terça-feira,
10 de Janeiro de 2023 às 10:21

“Segurança e pleno emprego trazem haitianos ao Vale”, avalia Fernanda Sindelar
Economista e pesquisadora Fernanda Sindelar (Foto: Rodrigo Gallas)
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

“Segurança e pleno emprego trazem haitianos ao Vale”, avalia a economista e pesquisadora Fernanda Sindelar, em entrevista ao programa Frente e Verso, da Rádio A Hora 102.9, na manhã desta terça-feira, 10. Ela explica que Resolução Especial de 2012 facilitou a chegada de haitianos no país. Eles receberam CPF e Carteira de Trabalho.

No Vale, o maior volume de estrangeiros começou a chegar entre 2013 e 2014. Naquele momento o Brasil tinha uma grande visibilidade internacional, seja pela realização da Copa do Mundo e das Olimpíadas.

Também havia uma imagem internacional de um país em desenvolvimento, com oportunidades e uma economia sólida. Para os haitianos, há muito presente o auxílio para a família que fica. Eles chamam de diáspora. Naqueles anos, mandar 100 dólares aos familiares era mais fácil.

Ela relata que, em média, recebem de 1,5 salário mínimo a 2 salários. Costumam consumir menos para remeter recursos aos Haiti.

Assista a entrevista na íntegra

Acompanhe
nossas
redes sociais