Mais energia para sustentar o crescimento

DOCUMENTO A HORA

Mais energia para sustentar o crescimento

Iniciativas para gerar energia e qualificar a distribuição somam mais de R$ 300 milhões. Entre os principais investimentos, estão a construção da hidrelétrica da Certel na Barragem Eclusa e a subestação da RGE em Arvorezinha

Por

Atualizado sexta-feira,
02 de Dezembro de 2022 às 15:38

Mais energia para sustentar o crescimento
Vale do Taquari
Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

Iniciativas para gerar energia e qualificar a distribuição somam mais de R$ 300 milhões. Entre os principais investimentos, a construção da hidrelétrica no Rio Taquari e subestação na região alta do Vale.

De uma pequena barragem em Teutônia a uma cooperativa com presença em 48 cidades e que distribui energia para mais de 75 mil associados. Essa foi a transformação da Certel com a força de trabalho e o aproveitamento do potencial da região. Para assegurar o crescimento da demanda e o nível de exigência do associado, mais investimentos foram anunciados. Entre eles estão a hidrelétrica no Rio Taquari com projeto de R$ 250 milhões e a Pequena Central Hidrelétrica (PCH), no Rio Forqueta, estimada em R$ 60 milhões.

Clique AQUI e assista ao Documento A Hora em vídeo

“Para os próximos anos, o foco está na geração de energia sem descuidar da distribuição e das indústrias. Vamos cada vez mais precisar de energia para manter o crescimento do Vale”, observa o presidente da Certel, Erineo Hennemann. Segundo ele, no caso da hidrelétrica na Barragem Eclusa em Bom Retiro do Sul, a geração deve abastecer cerca de 100 mil pessoas.

O investimento compreende a hidrelétrica do lado de Cruzeiro do Sul e linha de transmissão entre Estrela e Venâncio Aires. Com obras previstas para iniciarem nos próximos meses, serão criados cerca de 500 postos de trabalho. “Vamos agregar à barragem uma hidrelétrica sem qualquer impacto ambiental.”

Hennemann também reforça ser um sonho de mais de 40 anos. Segundo ele, além de gerar energia, a estrutura vai incrementar a economia regional e fortalecer o desenvolvimento na área do turismo, ao se tornar um novo atrativo para o Vale.

EXPANSÃO DO SISTEMA ELÉTRICO

Avança para a etapa final a construção da subestação da RGE, em Arvorezinha. O investimento total alcança R$ 69,5 milhões e deve beneficiar mais de 10,6 mil clientes na microrregião alta do Vale. Os trabalhos também proporcionam 107 vagas de emprego.

A nova unidade, localizada às margens da ERS-332, representa redução nos riscos de interrupção do fornecimento e maior velocidade em restabelecer o serviço. Além disso, possibilita a expansão do sistema elétrico.

Com previsão de conclusão para dezembro, o empreendimento também deve contribuir no desenvolvimento econômico e social. A partir do reforço e segurança na rede elétrica são esperados investimentos da indústria, do comércio e do agronegócio.

Acompanhe
nossas
redes sociais