Segurança nos trilhos

Opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Segurança nos trilhos

Por

Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

O trem que descarrilhou entre Guaporé e Dois Lajeados não causou vítimas ou danos estruturais maiores. Mas poderia ter sido pior. O acidente ocorreu muito próximo a um túnel e, também, a um dos tantos viadutos construídos ao longo da nossa imponente e histórica Ferrovia do Trigo. As causas do evento ainda não foram esclarecidas pelos entes e empresa responsáveis. Nos bastidores, e isso não é uma informação oficial, há quem suspeite que a causa esteja relacionada a um eventual ato de vandalismo junto aos trilhos. É cedo para atestar. Mas é fato que o nosso modal ferroviário carece de mecanismos de segurança.

Acidentes junto à ferrovia não ocorrem com tanta frequência, é bem verdade. Sobre isso, podemos citar dois fatos mais graves registrados em 2016. O primeiro foi o atropelamento de um morador de Teutônia, em julho daquele ano. O segundo foi a morte de uma moradora da área rural de Estrela, que foi atingida por um auto de linha (veículo utilizado na manutenção ferroviária) quando tentava cruzar a linha a bordo de um trator, na localidade de Linha Wolf. Em ambos os casos, moradores se queixaram de problemas na sinalização. Por sua vez, a empresa responsável reforçou que a linha ferroviária tem a preferencial nestes cruzamentos.

Os casos não são frequentes, mas os riscos são constantes. Há pouca proteção entre os trilhos e as mais diversas áreas ocupadas por residências. Da mesma forma, e embora tenha havido uma melhora nos últimos anos, diversos cruzamentos ainda carecem de reforço na sinalização. E, para piorar, o caminho do trem costuma ser muito utilizado para caminhadas de lazer ou esportivas. Ora de forma amadora, ora de maneira profissional e por meio de agências de turismo que vendem o perigoso (e proibido) trekking sobre os trilhos. Sem falar nos recorrentes furtos de peças fundamentais para a segurança dos trilhos.

As causas do mais recente acidente ainda serão apuradas, reforço. Mas a simples suspeita de um possível ato de vandalismo já é suficiente para realinhar o debate sobre a segurança dos trilhos. Ainda mais se a intenção do Vale do Taquari é potencializar cada vez mais o uso do modal ferroviário por passageiros.

Crédito: Divulgação


CIC/VT apresenta balanço e novidade

A Câmara da Indústria, Comércio e Serviços do Vale do Taquari (CIC/VT) lança em dezembro o relatório de atividades 2022, com as principais ações desenvolvidas ao longo do ano. Para isso, reuniu a diretoria executiva de forma virtual para apresentação desse balanço. Na ocasião foi apresentada a nova integrante da diretoria do agronegócio, a empresária Ariana Maia, sócia-fundadora da Inovamate, empresa que aposta muito na inovação dos processos da erva-mate.


Praça da Lyall

Os vereadores de Lajeado Ana da Apama (MDB), Lorival Silveira (PP), Heitor Hoppe (PP), Adriano Rosa (PSB), Marcos Schefer (MDB), Paula Thomas (PSDB), Carlos Ranzi (MDB) e Vavá (MDB) assinam em conjunto um projeto de lei que denomina de Praça da Lyall uma área pública localizada no bairro São Cristóvão, e que popularmente já é conhecida pela mesma denominação.


Máscaras e/ou vacinas

Por conta da alta de casos de covid-19 em algumas regiões do país, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nessa terça-feira a volta da obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção facial em aviões e em aeroportos de todo o Brasil. Nos transportes públicos por terra, porém, as decisões cabem aos governos locais.

Por ora, não há qualquer movimento junto aos governos do Rio Grande do Sul e de cidades do Vale do Taquari. Mas é bom ficarmos alertas. E uma das formas de colaborar com a tranquilidade coletiva é manter em dia a vacinação contra o maldito vírus.


Prestígio e história

O empresário Nilto Scapin (centro da imagem) tomou posse como presidente do Sindibritas e Agabritas, entidades ligadas ao setor da mineração de brita, areia e saibro. Na foto, um pouco de história. São quatro ex-presidentes da Cacis ou da antiga Acie de Estrela (Pablo Souto, Henrique Purper, o próprio Scapin e Sandro Almeida) ao lado do atual, Gerson Strehl. O evento ocorreu ontem, durante fórum realizado na sede da Fiergs, em Porto Alegre.

Crédito: Larry Silva


TIRO CURTO

• Mulheres relatam agressões, ameaças e perseguições nos arredores do bairro Americano, em Lajeado, que tem se tornado um dos principais pontos de encontro para jovens e adultos. Proprietários de estabelecimentos próximos querem se unir as forças de segurança para devolver a tranquilidade aos moradores e frequentadores.

• Na região de Estrela, as recentes ações de moradores da área rural contra a concessionária RGE estão com o tramite avançado no sistema judiciário local.

• Em Lajeado, a Secretaria da Saúde (SESA) informa que a divulgação da listagem de pacientes que aguardam consultas com especialistas está disponível no site da administração municipal, aba Transparência > Saúde > Saúde Lista de Espera.

• A Mesa Diretora da câmara de Lajeado protocolou um projeto para criar um novo sistema de custeio de viagens dos vereadores e servidores efetivos e comissionados. A proposta é eliminar as “diárias” e criar um modelo de reembolso restrito aos gastos comprovados.

• Ainda na câmara de Lajeado, o vereador Vavá (MDB) apresentou projeto para homenagear Adilvo Battisti com o título de Cidadão Lajeadense. Já o vereador Isidoro Fornari (PP) protocolou uma proposta para denominar de Rua Ítalo Realli a nova via de acesso ao Parque Ney Arruda.

Acompanhe
nossas
redes sociais