“Decisões de Moraes são autoritárias e antidemocráticas”, diz Schirmer

POLÍTICA

“Decisões de Moraes são autoritárias e antidemocráticas”, diz Schirmer

Em entrevista A Rádio A Hora 102.9, vereador de Porto Alegre (MDB) avalia conduta de ministro presidente do TSE

Por

Atualizado quinta-feira,
24 de Novembro de 2022 às 09:54

“Decisões de Moraes são autoritárias e antidemocráticas”, diz Schirmer
Cezar Schirmer (Foto Elson Sempe Pedroso/Divulgação)
Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

Para o vereador de Porto Alegre Cezar Augusto Schirmer (MDB), as decisões tomadas pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Alexandre Moraes, são “profundamente autoritárias, não democráticas e comprometem a liberdade das pessoas.”

Em entrevista à Rádio A Hora 102.9, nesta quinta-feira, 24, ele diz que “muitas vezes testemunhamos decisões que não correspondem ao mínimo de procedimentos adequados a uma democracia e a um país que deseja ter a liberdade assegurada por aqueles que decidem a vidas das pessoas do ponto de vista jurídico.”

O parlamentar elenca fatos ocorrido em paralelo às eleições para comprovar sua tese, como censura a jornais, cancelamento de contas em redes sociais, prisões a deputados e jornalistas, proibição de acampamento de livre manifestação, altas multa a veículos, cancelamento de passaportes, entre outros.

“São medidas tomadas ao longo do tempo sem o competente processo que pressupõe o contraditório, a controvérsia e a ampla defesa.” Schirmer cita fato ocorrido nesta quarta-feira, 23, para reforçar seu ponto de vista, quando o PL recebeu multa de R$ 22 milhões de Moraes. “De onde tirou essa cifra absurda? Justo o número do presidente Bolsonaro e do partido.” Indaga.

Ouça a entrevista na íntegra

Acompanhe
nossas
redes sociais