Discos de vinil são destaque na Feira do Livro de Cruzeiro do Sul

RESGATE CULTURAL

Discos de vinil são destaque na Feira do Livro de Cruzeiro do Sul

Crianças e visitantes podem ouvir histórias por meio de aparelhos antigos

Por

Discos de vinil são destaque na Feira do Livro de Cruzeiro do Sul
Michel Adriano Kich e Luciano Bagatin (Foto: Henrique Pedersini)
Cruzeiro do Sul
Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

A XV Feira do Livro de Cruzeiro do Sul iniciou nesta terça-feira, 4, e se estende até sexta, 7, nas dependências do ginásio municipal de esportes Orlando Eckert, no centro da cidade. O evento tem expectativa de receber 2 mil pessoas. O tema desta edição é: “Semeando palavras do bem.”

LEIA TAMBÉM: Feira do Livro inicia nesta terça em Cruzeiro do Sul

O destaque nesta edição é a exposição de discos de vinil e aparelhos antigos. “As crianças e visitantes podem ouvir histórias”, explicam os responsáveis pela novidade, Michel Adriano Kich, 39 anos, servidor da Prefeitura de Cruzeiro do Sul e professor de educação física, e Luciano Bagatini, 49 anos, funcionário público da pasta de Meio Ambiente.

Kich possui mais de 5 mil discos. Expor em feiras não é novidade para ele. Inclusive, a dupla responsável pela atração estará em Porto Alegre neste fim de semana na Feira do Vinil da Redenção. O Brasil é o maior comerciante de discos do mundo. Conforme Kich, o disco está em alta. “O Beto Bruno, da Banda Cachorro Grande, lançou em vinil recentemente”, relata.

Programação

Nesta quarta, 5, a feira ficará aberta até as 18h. Às 14h30 haverá apresentação da peça teatral “Cadê o leão que estava aqui?”. No quinta, 6, o evento também ficará aberta das 8h às 18h. Na parte da manhã, às 9h30, novamente a apresentação da peça teatral “Cadê o leão que estava aqui?” e a tarde, às 14h30, a peça teatral “Odisseia e poesia”. No último dia, sexta-feira, 7, mais uma vez a Feira ficará aberta das 8h às 18h.

Ouça a entrevista na íntegra 

 

 

Acompanhe
nossas
redes sociais