Expowink exalta força comunitária e a pujança de dois municípios

ESTRELA E TEUTÔNIA

Expowink exalta força comunitária e a pujança de dois municípios

Após três anos, evento retorna com expectativa de receber mais de 20 mil pessoas na Associação Centro Comunitário de Linha Wink Alta. Programação abre hoje, com destaque para exposições rurais e comerciais, shows e gastronomia

Por

Atualizado sexta-feira,
23 de Setembro de 2022 às 09:24

Expowink exalta força comunitária e a pujança de dois municípios
Loja de roupas de Teutônia está entre os expositores da Expowink. Perspectivas são positivas, avalia proprietária. Créditos: Mateus Souza
Vale do Taquari
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

A maior feira comunitária do estado abre os portões hoje, 23, após três anos de espera. A 12ª “Expowink – Feira Agropecuária, Agroindustrial e Comercial” evidencia o potencial de dois municípios e também valoriza a integração e a essência colaborativa da comunidade de Linha Wink, na divisa entre Estrela e Teutônia.

A programação da 12ª Expowink, que segue até este domingo, 25, ocorre na Associação Centro Comunitário de Linha Wink Alta. Ontem, expositores preparavam os espaços para receber os visitantes. Serão cerca de 150 estandes em toda a feira, de empresas de diferentes segmentos, segundo o presidente da comissão organizadora, Valdir Hauschild.

Todos os espaços de exposição foram vendidos há 45 dias. Surpreso com a grande adesão dos empresários locais, Hauschild acredita que a procura se deu pelo sentido do evento: o espírito comunitário. “A ExpoWink é feita por pessoas da comunidade. Então, esse é um diferencial, é a essência da feira. Todo mundo aposta nisso, e está dando resultado”, comenta.

A última edição, em 2019, resultou em R$ 7 milhões em negócios. Agora, o objetivo é dobrar os números. A estimativa dos organizadores é de receber mais de 20 mil visitantes nos três dias de feira.

Evento ocorre na Associação Centro Comunitário de Linha Wink Alta. Expectativa é receber 20 mil visitantes. Crédito: Divulgação

União de esforços

Mais do que a integração comunitária, a Expowink também garante uma aproximação ainda maior entre dois municípios vizinhos com muito em comum. Os governos de Estrela e Teutônia, desde as origens, ajudam na organização do evento e colhem os frutos do sucesso das últimas edições.

Para o prefeito de Estrela, Elmar Schneider, a Expowink se consolidou pela organização da comunidade de Linha Wink, a partir do voluntariado e espírito comunitário. “Nossa gestão tem a premissa de apoiar eventos das entidades, associações e comunidades, e não será diferente agora, pois estamos conectados com a comunidade”, pontua.

Já o prefeito de Teutônia, Celso Forneck, pontua que o Executivo tem um papel fundamental para o evento, não apenas no aspecto financeiro. “É uma comunidade muito unida, sem diferenças. Isso nos faz olhar com mais atenção e carinho. Dentro do possível, ajudamos na organização para que a comunidade cresça harmoniosamente”, sintetiza.

Hauschild considera o fato de Linha Wink estar entre Estrela e Teutônia um ponto positivo. “Somos uma comunidade de divisa, e nos damos bem com os ambos os municípios, que são dois da mesma origem, de tradição germânica, um povo que é bem receptivo”, comenta.

Liane e Graziela atuam de forma voluntária na cozinha desde a primeira edição. Crédito: Júlia Amaral

Vendas e contatos

Estar perto da comunidade é o objetivo da empresa de construção civil Maison. Desde o princípio, eles participam da Expowink e percebem a relevância de estar conectado com o público. “É importante porque somos uma loja bairrista de Teutônia que tem quase 30 anos. Significa que praticamente construímos os bairros da cidade”, conta o gerente de vendas, Robson Amaral.

Conforme Amaral, a Maison não vai fechar vendas no evento. Durante a exposição, a empresa apresenta seus produtos e as novidades do mercado. “Depois do evento sempre sentimos o evento positivo”, comenta.

Quem também sente os benefícios da feira é Marci Mallmann, dona da loja de roupas Leve Mais, de Teutônia. Desde que começou a participar das exposições locais, há três anos, não parou mais. Para ela, além da oportunidade de se conectar com a comunidade, essa é também a chance de mostrar seus produtos para clientes de outras cidades.

“Uma vez, participamos da feira em Roca Sales, e agora temos clientes que vem de lá para comprar aqui. É muito gratificante”, cita. Com uma boa experiência na Expowink, as expectativas de Marci são as melhores para esse ano. “Estão falando que vem muita gente, então estamos bem animadas”. Para atrair mais visitantes ao seu estande, a loja busca sempre oferecer novidades durante a feira.

Novas tecnologias

As boas avaliações sobre a Expowink fizeram com que a empresa Plano Digital buscasse participar do evento neste ano. Há seis anos no mercado, o negócio oferece certificado digital, agência de marketing e registro de marca.

Conforme o consultor de vendas da empresa, Oendel Gossenheimer, a Plano Digital também trabalha com consórcios de imóveis e veículos. “A expectativa é muito grande. Mas com relatos de outros expositores sabemos que traz grandes retornos”, frisa.

Uma das patrocinadoras do evento, a Languiru estará presente com dois espaços na feira. O principal é voltado à parte de máquinas do agrocenter, com destaque para os drones utilizados para pulverização agrícola.

“É uma tecnologia única na região”, comenta Andressa Wahlbrinck, do suporte de Marketing da cooperativa. Ela exalta o potencial da Expowink e, também, o envolvimento comunitário. “É uma feira pequena, mas de grande valia, e de uma comunidade corajosa, que se empenha muito”.

Turma grande

Centenas de voluntários se envolvem na organização da Expowink. Parte deles atuam na cozinha. Liane Horn e Graziela Lenz atuam desde as primeiras edições. E garantem: é uma diversão. “O segredo do sucesso é a unidade do grupo. Cada um tem o seu setor responsável e depois todos fazendo a coisa certa”, frisa Graziela.

A fé é outro fator que move a dedicação dos voluntários. “Sempre antes de começar o evento nós fazemos uma corrente de oração e pedimos a benção e proteção, para que dê tudo certo”, ressalta Liane. No cardápio dos almoços que serão comercializados durante o evento, o churrasco é o favorito do público, mas a variedade de saladas também chama a atenção. “No domingo teremos uma surpresa”, garante Liane.

Crédito: Arquivo/Divulgação

Origens

Motivados pelo desejo de realizar melhorias no ginásio da comunidade, a primeira ExpoWink foi idealizada em 1996 e ocorreu no ano seguinte.

Já na primeira edição, contou com 35 expositores e 8 mil visitantes. Dois anos depois, o número de expositores dobrou, e foram 10 mil visitantes. Em 2003, já foram 143 expositores e mais de 35 mil visitantes.

Programação completa

SEXTA-FEIRA, 23

8h – Abertura dos portões para Expositores
10h30 – Palestra Técnica (Parceria Milkparts)
11h30 – Almoço comunitário
13h30 – Abertura do parque
13h30 – Recepção das delegações de agricultores, escolares e demais grupos atendidos pelos projetos municipais
14h – Palestra Técnica (Parceria Languiru)
14h30 – Apresentação Motolama
15h – Palestra Técnica (Parceria Badesul)
16h – Recepção de autoridades e convidados
com banda ao vivo
17h – Abertura oficial
19h30 – Show – Contato Show
21h – Fechamento da feira
21h – Show – Banda Barbarella
23h – Fechamento do parque

SÁBADO, 24

10h – Abertura do parque
10h – Palestra Técnica (Parceria Sicredi)
10h30 – Apresentação Motolama
11h30 – Almoço comunitário
13h30 – Apresentação Orquestra Jovem do Colégio Martin Luther
15h – Início da cobrança de ingresso – R$ 5,00
16h – Show – Jardel e Cia
18h – Show – Trio Canarinhos
20h – Show – Estilo Brasileiro
21h – Fechamento da feira
22h – Show – Banda Legal
23h – Fechamento do parque

DOMINGO, 25

10h – Abertura do parque
11h30 – Almoço comunitário
12h – Início da cobrança de ingresso – R$ 10,00
15h – Show Banda Rosa’s
17h – Show nacional com Padre Alessandro Campos
19h – Fechamento da feira
20h30 – Encerramento

Acompanhe
nossas
redes sociais