Santa Clara Mais Feliz completa um ano com 42 grupos ativos

Qualidade de vida

Santa Clara Mais Feliz completa um ano com 42 grupos ativos

Programa atende 360 pessoas na cidade e interior e conta com 94% de aprovação dos participantes

Por

Santa Clara Mais Feliz completa um ano com 42 grupos ativos
Programa completou um ano de atividade. Ações e números foram apresentados para a imprensa. Crédito: Gabriel Santos
Santa Clara do Sul
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Implementar políticas públicas voltadas ao bem estar e à qualidade de vida das pessoas. Este é o objetivo do programa Santa Clara Mais Feliz. Lançado em agosto de 2021, após o período crítico da pandemia, a iniciativa conta com a adesão de mais de 400 pessoas e 42 grupos do interior e cidade.

Os números e resultados do programa foram apresentados ontem, 21, pela coordenadora Danielle Harth e a secretária da Saúde e Assistência Social, Iara Kohlrausch, para os veículos de imprensa. A cerimônia ocorreu no Centro da Felicidade, espaço criado para desenvolver as atividades e ações.

As ações do programa são coordenadas pela Secretaria Municipal de Saúde. No momento, em torno de 400 pessoas já estão sendo atendidas diretamente, desde crianças até idosos, através de rodas de conversa, grupos de caminhada, de ginástica, de arteterapia, entre outras atividades, como os piqueniques no Parque Odilo Klein ocorridos sempre no último domingo do mês.

Outro projeto em andamento por meio do programa é a implementação de uma horta comunitária num terreno que fica próximo à Escola de Educação Infantil Criança Feliz. O grupo responsável tem promovido encontros e o preparo da terra para o plantio já é feito. As ações do programa são coordenadas pela Secretaria Municipal de Saúde.

De acordo com Danielle, o Santa Clara Mais Feliz visou a qualidade de vida das pessoas, teve boa adesão e possui aprovação de 94% dos participantes. Os índices norteadores do programa são baseados no chamado FIB (Felicidade Interna Bruta), que leva em consideração aspectos como bem estar, psicológico, saúde, uso do tempo, vitalidade comunitária, educação, cultura, meio ambiente, governança e padrão de vida.

O programa

Voltado para os moradores de Santa Clara do Sul, as ações foram desenvolvidas após uma pesquisa feita com a população e servidores públicos. Os questionários, aplicados para mais de 700 pessoas, foram traduzidos e adaptados de uma pesquisa feita em Butão, país que construiu metodologia de mensuração do desenvolvimento da comunidade.

Em Santa Clara do Sul, as iniciativas são baseadas em quatro pilares: Engajamento, Emoções Positivas, Educação e Cultura, Atividades Físicas. De acordo com a secretária Iara Kohlrausch, as ações foram criadas a partir de uma necessidade da Unidade Básica de Saúde.

“As pessoas necessitavam mais de conversas, convívio social e atividades físicas no período pós-pandemia. Criamos essa ferramenta para diminuir e amenizar a dor emocional das pessoas e fazer com que elas desenvolvam instrumentos de felicidade”. A intenção é implantar em outubro novas atividades como a massoterapia, yoga e meditação.

Principais atividades do programa

• Eventos;

• Cursos para promover conhecimento, reflexão e novos hábitos de vida;

• Ambientes públicos propícios para momentos de bem-estar;

• Rodas de conversa para compartilhar situações corriqueiras e aprender a viver de forma mais leve e feliz;

• Fortalecimento de iniciativas comunitárias;

• Ações de voluntariado para o exercício da bondade e gentileza;
• Atividades para Adoção de Hábitos Positivos;

Números do programa

360 pessoas atendidas

42 grupos ativos

27 grupos de atividades físicas

15 grupos de roda de conversa e oficinas

13 grupos da Assistência Social

94% de aprovação dos participantes

Acompanhe
nossas
redes sociais