Emater orienta produtores sobre aplicação de defensivos agrícolas

FAZENDA VILANOVA

Emater orienta produtores sobre aplicação de defensivos agrícolas

Iniciativa visa reduzir os riscos de contaminação humana e ambiental

Por

Emater orienta produtores sobre aplicação de defensivos agrícolas
Treinamento ocorreu em propriedade rural na Nova Westfália. Crédito: Divulgação
Fazenda Vilanova
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Um grupo de 36 agricultores dos municípios de Bom Retiro do Sul, Paverama, Tabaí e Fazenda Vilanova participou na semana passada de curso de boas práticas na aplicação de defensivos. Organizada pela Emater/RS-Ascar, a ação é parte do projeto Inspeciona/RS da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr).

A iniciativa visa reduzir os riscos de contaminação humana e ambiental que envolve esse tipo de operação agrícola, bem como reduzir os custos para os produtores e evitar prejuízos para culturas sensíveis no que diz respeito ao uso de herbicidas hormonais.

Com atividades teóricas e práticas no salão da comunidade de Nova Westfália e na propriedade do produtor Ismael Drebes, da mesma localidade, a capacitação, com 16 horas-aula, discutiu desde o uso correto e seguro dos agrotóxicos, passando por tecnologias de aplicação, até chegar à manutenção, calibragem e regulagem de pulverizadores.

“No curso também estão previstas outras questões relativas à atividade, como forma correta de vestir os equipamentos de proteção individual e outros”, salienta o extensionista da Emater/RS-Ascar Alano Tonin.

Nesse sentido, o objetivo da Emater é o de qualificar os produtores para todas as etapas que envolvem a aplicação e estar em acordo com normativa que entrou em vigor em agosto. O documento prevê que o aplicador seja cadastrado no Cadastro Estadual de Aplicadores de Agrotóxicos junto à Seapdr, sendo também necessária a realização de capacitação em boas práticas agrícolas em aplicação de agrotóxicos para essa efetivação.

Presente na atividade, o agricultor Jairo Eidelwein, de Fazenda Vilanova, destaca a oportunidade de participar de uma capacitação que possibilitou a troca de experiências e a busca pela qualificação no uso das tecnologias que visam a reduzir custos e a qualificar a produção. “Cada conhecimento é importante pra que tenhamos uma melhor tomada de decisão na nossa lavoura, de forma sustentável e com respeito ao meio ambiente”, pontua.

De forma complementar, a extensionista da Emater, Luciane de Armas, frisa que a qualificação tem o objetivo de alcançar outros agricultores.
Outros capacitações semelhantes já foram desenvolvidas em Teutônia, Dois Lajeados e Roca Sales, com o apoio dos extensionistas Álvaro Trierweiler, Michael da Silva Serpa, Fábio Balerini, Guilherme Miritz e Alano Tonin. Lideranças, como o gerente regional da Emater, Cristiano Laste, também participaram da qualificação, que é apoiada pelos municípios e outras entidades.

Acompanhe
nossas
redes sociais