Para candidatos, futuro deputado deve estar próximo dos municípios

PENSAR ELEIÇÕES 2022

Para candidatos, futuro deputado deve estar próximo dos municípios

Quatro concorrentes à Assembleia Legislativa debateram propostas ontem na Rádio A Hora. Eles prometem manter presença constante no dia a dia da região, caso eleitos

Por

Para candidatos, futuro deputado deve estar próximo dos municípios
Debate de ontem encerrou rodada com candidatos ao parlamento gaúcho. Créditos: Felipe Neitzke
Lajeado
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Quatro ideias diferentes para representar o Vale do Taquari na Assembleia Legislativa foram abordadas em mais um debate com os postulantes locais nas eleições deste ano. Geci Mallmann (PTB), João Braun (PP), Jonatan Brönstrup (PSDB) e Márcia Scherer (MDB) confrontaram propostas e discutiram temas de interesse regional nos microfones da Rádio A Hora.

O debate faz parte do projeto “Pensar Eleições 2022 – Desperta Vale do Taquari”, desenvolvido pelo Grupo A Hora em parceria com a Univates. A estratégia visa conscientizar o eleitor sobre a importância da região em eleger representantes genuinamente locais. Este foi o último encontro com os concorrentes do Vale a uma das 55 cadeiras ao parlamento gaúcho.

Braun e Geci são vereadores em segundo e terceiro mandato nas cidades de Estrela e Forquetinha, respectivamente. Brönstrup já foi vereador e prefeito de Teutônia e atuou como assessor da Casa Civil do RS durante um ano. Márcia foi vereadora em Arroio do Meio, concorreu ao Executivo de Lajeado nas duas últimas eleições e é suplente de deputada federal.

Combate à violência

No quarto bloco, quando os candidatos fizeram perguntas com tema livre, Márcia foi questionada sobre a incidência de casos de feminicídio no RS e como solucioná-los. Lembra que teve forte atuação no combate à violência doméstica nos tempos de delegada e acredita ser necessária uma “reeducação cultural” na sociedade.

“É um tema que acompanho há 20 anos e que salta os olhos. Quase sempre foi tratado com delicadeza, pois se entendia que a casa era um reduto familiar onde ninguém podia se meter. Mas temos que começar lá na base, no processo de educação de meninos e meninas”, frisa.

Já Geci respondeu sobre o que pretende fazer para melhorar a qualificação do jovem no campo. “Apoio muito os cursos técnicos, que possibilitam o retorno dos filhos às suas famílias. Acho interessante que os jovens se preparem nesses cursos, pois na propriedade terá um lugar muito mais aconchegante para trabalhar”, pontua.

Gargalos da região

Na dobradinha entre Braun e Bronstrup, predominaram assuntos referentes à segurança e infraestrutura. O vereador de Estrela lembra que municípios pequenos ficam “desguarnecidos” de seus efetivos policiais em algumas situações e por isso é necessário lutar para trazer mais agentes ao Vale.

“Se tem alguma ocorrência grande em Arroio do Meio, deslocam policiais de Travesseiro e Capitão. Aí, o contingente diminui nessas cidades. Um deputado com voto tem mais condições de fazer as indicações necessárias e pressão junto ao governo para aumentar o efetivo e melhorar as condições de trabalho”, salienta.

O ex-prefeito de Teutônia entende que é possível projetar melhorias a partir do equilíbrio fiscal do Estado. “Só se consegue fazer investimentos quando a casa está em ordem. Antes, não se conseguia planejar. Temos agora uma situação saudável das contas públicas e isso possibilitou novos investimentos, como em obras de pavimentação de acessos municipais”, ressalta.

Acompanhe
nossas
redes sociais