CTG Travessia Crioula conquista sede própria em Travesseiro

Novo espaço

CTG Travessia Crioula conquista sede própria em Travesseiro

Estrutura recebeu investimento de R$ 500 mil. Patronagem projeta a inauguração para setembro. Sem um galpão próprio, entidade improvisava eventos em dois locais

Por

CTG Travessia Crioula conquista sede própria em Travesseiro
Espaço será inaugurado em 18 de setembro durante as festividades da Semana Farroupilha. Crédito: Gabriel Santos
Travesseiro
Dreams - Lateral vertical - Final vertical

Depois de oito meses de obra e décadas de espera foi concluído o galpão e a sede do Centro de Tradições Gaúchas Travessia Crioula. O espaço físico de 487 m² construído em um terreno de 5 mil metros quadrados fica próximo à rua Albino Kunrath, no centro em direção à Linha São Miguel.

O investimento no local foi de R$ 500 mil. A responsabilidade foi do governo municipal, que adquiriu o terreno junto à entidade em anos anteriores e encaminhou a construção do pavilhão para realização de eventos e demais atividades ligadas ao tradicionalismo.

A estrutura é composta por sapatas de concreto armado, estacas e vigas de baldrame em travamento com apoio das alvenarias. Todas as vigas passarão por um tratamento impermeabilizante para que não sofram com a umidade do solo ou ações do tempo. A obra arquitetônica segue os padrões exigidos pelo MTG e 24ª Região Tradicionalista

Além do espaço para eventos, foram construídos banheiros com acessibilidade, copa, cozinha e churrasqueiras. Após concluído, a intenção da patronagem é de destinar o espaço para as atividades tradicionalistas, cursos e demais eventos para a comunidade em geral. Integrantes do grupo trabalham agora na decoração e montagem do espaço.

Na área externa, o terreno será nivelado para o estacionamento de veículos. O CTG Travessia Crioula foi fundado em 2008. A entidade tem em torno de 70 associados e desde então não possui uma sede própria para realização dos eventos. De acordo com o patrão, Matheus Henrique Zanatta, sem um local, integrantes improvisavam as atividades em outros locais da cidade ou clubes.

“Agora teremos um espaço adequado para receber nossos visitantes”. Zanatta acompanha há muito tempo a tramitação e promessas pela obra. Com o galpão concluído, acredita no fortalecimento do tradicionalismo dentro do município.

Sonho

A ideia da patronagem é inaugurar o espaço no dia 18 de setembro, nas comemorações alusivas à Semana Farroupilha. “É um sonho que tornou-se realidade. Sempre agimos de forma voluntária e empenhados nessa obra junto com a administração que viabilizou o investimento e regularizações. São pelo menos 10 anos de espera por uma obra que agora saiu do papel”.

Lembre

O terreno de propriedade do CTG foi repassado ao município em 2019. A desapropriação da área de aproximadamente cinco mil metros quadrados passou na época pela câmara de vereadores, porém a documentação não foi encaminhada ao cartório de registro de imóveis.

Em 2020 um projeto na câmara de vereadores autorizou o investimento de R$ 185 mil e a conclusão das obras em dezembro. Porém com o aumento de insumos da construção civil não houve empresas interessadas na licitação. Em 2021, o então governo de Gilmar Luiz Southier encaminhou a regularização da área. Em janeiro de 2022 iniciou a obra, num investimento de cerca de R$ 500 mil.


Acompanhe nossas redes sociais: WhatsApp Instagram / Facebook