Município encaminha projeto para destinar área em definitivo a clube esportivo

ARROIO DO MEIO

Município encaminha projeto para destinar área em definitivo a clube esportivo

Fundado em 1960, Esperança não possui escritura do terreno de 8 mil metros quadrados em Rui Barbosa. Negociação envolveu familiares e diretoria

Por

Município encaminha projeto para destinar área em definitivo a clube esportivo
Intenção do Executivo é repassar área ao clube por meio de cessão de uso. Local está avaliado em R$ 149 mil. Crédito: Gabriel Santos
Arroio do Meio
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

O governo municipal encaminhou para a câmara de vereadores o projeto de lei que prevê a desapropriação de uma área de terras de 8,2 mil metros quadrados, de propriedade de Gunter Immich, em Rui Barbosa.

O objetivo é resolver um impasse antigo entre a família e o clube, que construiu a sede e o campo de futebol em um terreno doado e que não está regularizado.

A área foi avaliada em R$ 149 mil por uma comissão imobiliária do Executivo. Conforme o secretário da Administração, Aurio Paulo Scherer, a desapropriação tem a finalidade de instituir uma área pública no local, fazer a regularização junto ao Registro de Imóveis e ceder o uso ao clube que está instituído no bairro há mais de 50 anos, mas não possui escritura.

Na área, encontra-se o campo de futebol, o salão e cancha de bocha. A desapropriação pública foi um pedido do presidente da entidade, Paulo Luis Schuster, que assumiu a gestão do Esperança em agosto de 2021, e do vereador Roque Haas (PP).

Segundo Schuster, o impasse em torno da área de terras impedia a diretoria de fazer investimentos e projeções de ampliar a estrutura física. “Não tínhamos a escritura da terra e das nossas construções. Isso nos impedia de fazer melhorias no local”, cita.

Com a regularização, a diretoria planeja melhorias no espaço e investimentos na construção de banheiros e ampliação da sede, com a construção de uma área de bocha 48. Além dos associados, utilizam da estrutura do Esperança o Clube de Mães, Grupo de Idosos.

Conforme Schuster, as atividades do clube são semanais, com jogos de bocha, futebol de veteranos e torneios internos de canastra. Um dos objetivos é colocar o clube de volta na competição municipal de futebol e concluir a pintura interna e externa do espaço.

Entenda o caso

O Esporte Clube Esperança foi fundado em maio de 1960. Na época, a sede, o campo de futebol e cancha de bocha foram construídas nas terras de Lauro Immich. Na ata de fundação, um acordo previa o pagamento de aluguéis em troca da cedência. Porém, com o passar dos anos, isso não foi cumprido.

De lá pra cá, gestões buscavam uma negociação. Com a morte de Lauro Immich, as terras com a sede social do clube, canchas e campo de futebol foram herdadas pelo filho Gunter. Sem a escritura definitiva da área, diretorias ficavam impedidas de executar obras e ampliações no local.

Agora, um projeto de lei prevê que o município faça a compra da área e posteriormente a doação ao Esporte Clube Esperança por meio de uma cessão de uso.


Acompanhe nossas redes sociais: WhatsApp Instagram / Facebook