O bode bagunçou a sala

Opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

O bode bagunçou a sala

Por

Vale do Taquari

A possível municipalização das escolas estaduais Moinhos e 20 de Maio agitou a semana em Estrela. O “debate” começou no dia 28 de junho, logo após o Executivo municipal divulgar uma nota com a intenção de incorporar os dois educandários.

Na sequência, as comunidades dos bairros Moinhos e Oriental iniciaram com as manifestações contrárias ao projeto, e as queixas culminaram em um pequeno protesto nas “arquibancadas” da Câmara de Vereadores, na segunda-feira. Por fim, e apenas nove dias após o polêmico anúncio, o governo de Elmar Schneider (PTB) recuou e desistiu da proposta. Outra vez, por meio de nota.

O Executivo colocou o bode na sala e evitou debater publicamente sobre o tema. Um erro que logo adiante se mostraria fatal. Sem diálogo, os pais, os profissionais e os professores da rede estadual ficaram a ver navios em termos de informações. E o resultado não poderia ser outro: o bode bagunçou a sala. O projeto não é ruim.

A intenção é melhorar o serviço nas questões do turno inverso, da merenda e dos uniformes, nos projetos especiais e também com investimentos em infraestrutura. No entanto, uma decisão que impacta a vida das crianças sempre demanda muita informação e poucos ruídos. E o governo falhou.


Cristo, hotel e oportunidades

O Conselho Deliberativo da Associação Comercial e Industrial de Encantado (ACI-E) promoveu encontro entre líderes empresariais e políticos na noite de ontem. Na pauta, a apresentação dos projetos do Jardim do Acolhimento e do Boulevard Encantado, onde será instalado o hotel da rede Laghetto.

A apresentação do empreendimento hoteleiro foi do psiquiatra Fábio Vitória, um dos investidores. Sobre o Cristo Protetor, os dados impressionam. Por lá ja passaram mais de 68 mil visitantes de 30 países.

Crédito: Divulgação


Governador “blindado”?

A expressão foi dita pelo presidente da Câmara de Indústria e Comércio do Vale do Taquari (CIC-VT), durante entrevista ao programa Frente e Verso. Ivandro Rosa se refere à visita do governador Ranolfo Vieira Júnior, que participa hoje da reunião-almoço da CACIS, em Estrela.

Para ele, não haverá muitas oportunidades para que a imprensa questione o chefe do Executivo estadual sobre as recorrentes queixas relacionadas ao modelo de concessão das rodovias. Ele também não acredita na abertura de um diálogo com os prefeitos nos ambientes do Estrela Palace Hotel, mas ainda não desistiu de tentar uma agenda no Palácio Piratini.


Acompanhe nossas redes sociais: WhatsAppInstagram / Facebook