Espaços para “acreditação”

Opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Espaços para “acreditação”

Por

Vale do Taquari
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Uma comitiva lajeadense visita cidades paulistas que são referência na área da saúde. Além do prefeito, Marcelo Caumo, fazem parte o diretor do Hospital Bruno Born (HBB), Cristiano Dickel, o pró-reitor da Univates, Oto Moerschbaecher, e o presidente da Fuvates, Ney Lazzari.

Ontem, eles visitaram Parque Tecnológico SUPERA, em Ribeirão Preto (SP). A agenda foi organizada por um parceiro da empresa Medical San (com sede em Estrela), e que trabalha com o SUPERA para a acreditação dos equipamentos fabricados no Vale do Taquari. No parque tecnológico, eles conheceram os laboratórios de Metrologia e Calibração, e também o laboratório de Ensaios e Certificações. O objetivo é replicar o modelo na Univates.


TIRO CURTO

• O governo de Lajeado suspendeu o processo licitatório para a “contratação de empresa para implantação de via marginal na orla do Rio Taquari”. A concorrência ocorreria nesta quinta-feira. A nova data ainda não foi divulgada. O contrato está orçado em R$ 3,5 milhões.

• No dia 20 de junho, às 8h30min, no Salão de Eventos da prefeitura, o governo de Lajeado realiza uma audiência pública para debater a revisão do Plano Municipal de Saneamento Básico. A minuta do plano já está disponível no site da administração.

• A câmara de Lajeado avalia um novo projeto para revogar leis municipais. Desta vez, são 56 leis que já perderam sentido.

• Ainda no Legislativo de Lajeado, os vereadores Carlos Ranzi (MDB), Vavá (MDB) e Sérgio Kniphoff (PT) apresentam um projeto de lei que obriga o “Executivo a divulgar por meio eletrônico e com acesso irrestrito o cronograma de manutenção em vias não pavimentadas”.

• Secretário da Fazenda de Lajeado, Guilherme Cé anunciou que deixará o cargo, mas ainda não definiu o futuro. E a indefinição gera burburinhos. A última versão é curiosa. Ele estaria de malas prontas para o Estado de Minas Gerais, onde assumiria cargo no governo estadual. Cé rechaça a informação e garante que não passa de “fake news”. De concreto, apenas a saída no fim de julho e o ingresso do novo secretário, Rafael Spengler.


Acompanhe nossas redes sociais: WhatsAppInstagram / Facebook