Homenagem e desfile

Opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Homenagem e desfile

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

A estátua em homenagem ao ex-prefeito Adroaldo Conzatti (in memorian) foi concluída pelo escultor Markus Moura, que também assina a estrutura do Cristo Protetor. Na manhã de sexta-feira, a estátua (construída em concreto armado, com pintura emborrachada e custeada pela família de Conzatti) circulou pelo centro da cidade de Encantado em cima de um caminhão. Entre os pontos visitados, o Centro Administrativo que passou a levar o nome do ex-gestor municipal, e, claro, o topo do Morro das Antenas, onde o objeto deveria ficar exposto para a posteridade.


Mais uma lei

Novo presidente da câmara de Lajeado, o vereador Deolí Gräff (PP) já promulgou três leis municipais em menos de um mês à frente do Legislativo. Desta vez, e na companhia da autora da matéria, a vereadora Ana da Apama (MDB), o Progressista promulgou a lei que “disciplina a atuação do Centro de Controle de Zoonoses e Vetores e dispõe sobre a criação de políticas de proteção e controle populacional de animais”. Entre as medidas previstas na nova legislação, a proibição para que pessoas com histórico de maus-tratos efetivem novas adoções de animais domésticos.


Alerta no Taquari

O acidente com uma lancha em frente ao Porto de Estrela e ao novo passeio público da orla lajeadense chamou a atenção das autoridades. Faz algumas semanas, as forças de segurança da região efetivaram uma intensa blitz junto às embarcações e usuários que usufruem do belíssimo Rio Taquari. No radar policial, eventuais abusos por parte dos navegadores e passageiros. O acidente de domingo é mais um alerta. Não foi o primeiro. Não será o último. A tendência é aumentar o número de lanchas e afins. E o ideal é prevenir os riscos e não criminalizar a todos que bem utilizam o leito.


Concessões e contrapartidas

A Câmara de Lajeado passa a cobrar algumas contrapartidas inusitadas às concessões de incentivos ou mesmo área de terra para empresas locais. Recentemente, o Executivo propôs incentivos à empresa Balas Florestal e, por meio de emenda aprovada em plenário, a direção da indústria receberá tal benefício fiscal mediante a contratação de “no mínimo” 20 trabalhadores que moram em Lajeado, “indicados pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social”. Ou seja, o governo “contrata” trabalhadores para o setor privado.

Desta vez, o enrosco é com a Bebidas Fruki. Tramita desde o fim do ano passado um projeto de lei que autoriza o município a conceder Direito Real de Uso de uma área de 100 metros quadrados, localizada no Bairro Hidráulica. A concessão destina-se à perfuração de poço tubular profundo, “objetivando impulsionar o acrescimento da empresa no envase e comercialização de água potável”. Para tal, as vereadoras Paula Thomas (PSDB) e Ana da Apama (MDB) cobram uma contrapartida: campanhas de conscientização ambiental junto às escolas durante o período da concessão.


• Um curioso intercâmbio. Marino Deves (PP) é vereador em Encantado e também atua como secretário de Saúde em Nova Bréscia. Já o presidente da Câmara de Roca Sales, Tairo Weirich (MDB), é motorista concursado da Secretaria de Saúde de Encantado. Ah, e quem também está no secretariado de Encantado é o ex-prefeito de Arroio do Meio, Klaus Schnack (MDB).
• Na quinta-feira, a Secretaria de Planejamento de Lajeado realiza uma pesquisa em três pontos da Rua Julio de Castilhos. O tema é: melhorias na urbanização da principal via da cidade. Também haverá pesquisa online e junto ao Fórum das Entidades.
• Em entrevista à CNN Brasil, o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, voltou a afirmar que o retorno às aulas presenciais não deve ser balizado pela vacinação (ou não) dos alunos. Ou seja, sem passaporte vacinal para estudantes. Ao menos é a posição do governo federal.
• No domingo, o Brasil celebrou um ano da aplicação da primeira dose de vacina contra a covid-19 em solo nacional. Hoje, e após tanta celeuma e até uma infundada CPI, nosso país é exemplo mundo afora no avanço da vacinação.
• Na cidade de Estrela, o último óbito decorrente do coronavírus ocorreu em 14 de novembro.
• O calor escaldante altera a rotina de muitas empresas. Na área das pavimentações asfálticas, por exemplo, muitos empresários mudam os horários dos trabalhadores responsáveis pela colocação da malha asfáltica. A preferência é por jornadas matinas e quase noturnas. E isso deve impactar outros setores da nossa economia regional.
• A vacinação para as crianças inicia amanhã. E o essencial é manter a tranquilidade em relação ao tema.


Acompanhe nossas redes sociais: Instagram / Facebook.