2022: Inovação, resiliência e truculência

Opinião

Albano Mayer

Albano Mayer

Consultor executivo e articulador do Pro_Move Lajeado

Assuntos e temas do cotidiano

2022: Inovação, resiliência e truculência

Por

INOVAÇÃO – O ano de 2022 começa efervescente. Já em janeiro, o Rio de Janeiro sedia um grande evento de inovação, o Rio Innovation Week. Uma comitiva capitaneada pelo Sebrae dos Vales levará empresários para acompanhar o evento, e certamente, teremos como resultado algumas novidades nas ações do Pro_Move Lajeado. Prometo que escreverei sobre isso no artigo de fevereiro.

É importante conectarmos Lajeado e o Vale do Taquari com ações nacionais e mundiais. Com isso já alerto para a colocarem na agenda o SSB – South Summit Brasil, que acontecerá em 26 de março, em Porto Alegre. Será um grande evento, com ações de aquecimento que contarão com o envolvimento dos voluntários do Pro_Move Lajeado.

Preciso ressaltar também a 4ª Jornada Técnica do Setor de Alimentos, que ocorrerá em Lajeado, em abril. Teremos o grupo de voluntários do Pro_Move Alimentos envolvidos na organização da tarde do dia 27. Contaremos com uma série de convidados compartilhando experiências e cases de sucesso.

RESILIÊNCIA – No conceito, é a “propriedade que alguns corpos apresentam de retornar à forma original após terem sido submetidos a uma deformação elástica.” Esse termo também é utilizado para conceituar as pessoas que conseguem reerguer-se ou reinventar-se depois de problemas ou desafios vivenciados.

Amigo empresário, é importante lembrar que a pandemia ainda não acabou. Estamos voltando às nossas atividades com um certo grau de normalidade, mas é necessário estarmos atentos e preparados para pequenas recaídas da nossa equipe de trabalho, clientes, fornecedores, etc. Aqui cabe aquela lembrança que venho trazendo nos meus textos: tenham sempre um plano “B” para eventuais necessidades.

TRUCULÊNCIA – Tenho convicção de que teremos um ano de crescimento e resultado para as organizações que se planejaram e se prepararam para 2022. Porém, em todas as empresas que trabalho a estratégia, tenho tido o cuidado de lembrar que estamos em um ano de eleições. Então, ainda há diversas indefinições.

Precisamos guardar um fôlego, prepararmos estratégias específicas e fazermos reservas para o segundo semestre. Aquelas empresas que são sensíveis ao comportamento do consumidor ou mesmo a valores das moedas internacionais, entre outras tantas variáveis, devem estar preparadas, construir um plano “B. Pois, por menor que possa impactar no seu negócio, teremos truculência no segundo semestre de 2022.

Queridos leitores, tenham um excelente ano de 2022. Listem os seus desafios, planejem, executem e comemorem!

Acompanhe
nossas
redes sociais