A magia Disney

Opinião

Rogério Wink

Rogério Wink

A magia Disney

Por

Lajeado
Gustavo Adolfo 03

Imagino que a maioria das crianças tiveram em algum momento da sua vida o desejo de conhecer “ao vivo” o Pato Donald, Tio Patinhas, o Mickey, a Minnie Mouse e outros personagens do gênio Walt Disney, estimuladas pelos filmes e desenhos animados produzidos pelos estúdios Disney. À medida que o tempo vai passando, os personagens nunca saíram da memória de fãs espalhados pelo mundo. Eu sou um destes aficionados. Não tive oportunidade de visitar os parques Disney na fase de criança e adolescência.

Quis o destino que depois de adulto surgiu esta inesquecível possibilidade. Foi num momento de experiência profissional bastante consolidada, na maturidade, que recebi o convite para ir a Disney para um treinamento no Disney Institute, uma instituição criada para treinar e implantar os métodos de excelência do Grupo Disney e aberto aos interessados, especialmente empresas do mundo que desejam conhecer e quem sabe implantar em seus negócios os ensinamentos e a magia de Walt Disney.

Lá fui eu, já faz um bom tempo, feliz e curioso para a Disney em Orlando (EUA) acompanhado de um grupo de executivos da indústria automotiva, estudar, aprender e relaxar. Que maravilhosa e inesquecível oportunidade.
Vou registrar nestas linhas algumas observações e detalhes que me chamaram atenção no modelo Disney de excelência de encantar as pessoas, tanto seu preparado e motivado time como os seus clientes.

O primeiro fato que me chamou atenção: o jovem que é contratado na atividade inicial na “roleta” de acesso aos parques sabe direitinho desde o primeiro dia quais são suas possibilidades de crescimento dentro da empresa e como pode subir a escada de desenvolvimento profissional interno. Para isso, além do seu desejo e propósito, ele tem a sua disposição o Disney Institute, onde pode e deve fazer seus treinamentos em todas as fases que são pré-requisitos na sua evolução profissional.

Obviamente os novos conhecimentos adquiridos através da experiência e cursos externos também são importantes para completar a sua formação e diversidade de aprendizados. Mas é mandatório que ele utilize e faça os cursos e programas de formação do Disney Institute se desejar avançar internamente na Companhia.

Segurança na logística e processos de operação (palco, cenário), no melhor produto e serviço (show), no elenco (equipe), atendimento excepcional (plateia), experiências compartilhadas (convidados) são algumas das bases para uma das empresas mais admiradas no mundo corporativo especialmente do entretenimento que conheci.

Na realidade, nada sofisticado e tudo muito simples. Para quem desejar, vale a pena conhecer os seus fundamentos, tem muitos livros a respeito e, se possível, vá até um parque temático da Disney e faça um curso no Disney Institute e, no “pacote”, como eu fiz, tenha a oportunidade de “conhecer os personagens” que fizeram e fazem a fantasia e a magia de gerações e mais gerações.

Tenho observado que muitas empresas estão criando também as suas “academias e escolas de negócios” com programas de formação como medida de desenvolvimento e retenção das suas equipes. Investimento relevante em todos os aspectos que traz resultados consistentes. Quem não trabalha numa empresa com esta visão pode por conta própria buscar o seu aperfeiçoamento nas instituições formais estabelecidas e/ou através de meios digitais, que disponibilizam uma infinidade de conhecimentos de maneira bastante acessível.

É só querer, o acesso é amplamente disponível, até porque no final, o que fica de fato pra gente e, nosso principal ativo, são estes aprendizados. E para finalizar, uma frase de Walt Disney: “Você pode criar, conceber e construir o mais belo lugar do mundo, mas serão as pessoas que permitirão que o sonho se torne em realidade”.

Acompanhe
nossas
redes sociais