Momento histórico

Opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Momento histórico

Por

Vale do Taquari
Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

A Casa do Morro já foi considerada o principal cartão-postal do Vale do Taquari. E não é por menos. A vista do alto da cidade de Cruzeiro do Sul é a síntese e a tônica da nossa região: o sinuoso Rio Taquari cruzando por vales e montanhas. Infelizmente, e de forma inexplicável, o ponto turístico e cultural, tomado pelo próprio município, estava em ruínas. Mais alguns meses (ou anos), e possivelmente a estrutura de 143 anos deixaria de existir.

Não foram poucas as matérias e reportagens sobre o descaso com aquele patrimônio histórico e cultural do Vale do Taquari. Da mesma forma, não foram poucas as promessas por parte dos mais variados agentes públicos e privados. E nada saiu do papel. Diante disso, é preciso aplaudir de pé o atual prefeito, João Dullius (MDB), que levou adiante uma ideia compartilhada pela própria filha, Joana, junto com os demais voluntários do grupo Amigos da Casa do Morro.
O dia 22 de novembro ficará na história do município. A reinauguração do nobre espaço, com o belíssimo (e conceituado) trabalho de reconstrução, é um marco para o turismo do Vale do Taquari. Particularmente, foi um grande prazer apresentar o programa Frente e Verso naquele local, em um momento de tamanha importância. E ficamos na torcida para que novas ideias iluminem os gestores e empresários. Afinal, aquele nobre espaço tem potencial para novos voos e apostas.


Prévias do PSDB

A terceira (ou quarta) via começou de mal a pior. As prévias inconclusas do PSDB nacional criaram uma péssima impressão da sigla que governou o país entre 1995 e 2002. No domingo, o partido decidiu pausar a eleição e preservar os votos da disputa de prévias deste para a eleição presidencial de 2022, após falhas no aplicativo de votação. Os votos devem ser lacrados em uma urna do partido para continuação da votação em data ainda não definida. E quem esteve em Brasília durante o conturbado evento de domingo foi o vereador de Encantado, Cris Costa. Ele viajou até a capital federal para defender Eduardo Leite, e utilizou recursos próprios para as despesas da viagem.


O Vale do Taquari está definitivamente acordando para o potencial econômico do turismo. Da mesma forma, os gestores públicos estão acordando para o potencial turístico do Rio Taquari. A obra de um belvedere em Roca Sales foi destaque de capa na edição passada do A Hora Cidades. E ela precisa servir de inspiração para os municípios vizinhos. Encantado, principalmente, ainda está muito aquém neste sentido. E a cidade do Cristo Protetor precisa pensar grande.


• A Câmara de Encantado gastou R$ 120,6 mil com viagens de vereadores em 2021. O valor é minimamente inferior à soma de todos os gastos com viagens nos legislativos de Lajeado, Arroio do Meio, Estrela, Taquari e Teutônia. Juntas, as cinco câmaras gastaram R$ 121,4 mil
• A partir de amanhã, as agências da Caixa Econômica Federal voltam a atender nos horários praticados antes da pandemia de covid-19, desde que a legislação municipal não determine um padrão diferente do estabelecido anteriormente.
• O governo de Lajeado sugere reajuste de 10,25% o valor do IPTU e do ITBI para 2022. A matéria gerou debates no plenário. Na semana passada, o vereador Márcio Dal Cin (PSDB) protocolou uma Emenda Modificativa com a finalidade de corrigir em 7,18% os valores do m² dos terrenos e das edificações.
• O clima foi tenso durante a reunião das comissões da Câmara de Lajeado, realizada na manhã de ontem. Além da queda de internet, Alex Schmitt (PP) e Márcio Dal Cin (PSDB) divergiram acerca da proposta do tucano de alterar regras de pavimentação.
• Na sexta-feira, a promotora de Justiça de Lajeado, Ana Emília Vilanova, realizou a entrega de 11 aparelhos celulares para o CIEP. Os aparelhos são oriundos do Projeto Alquimia II. Em âmbito municipal, é uma parceria do MP/RS, Polícia Civil, ALSEPRO e Ponto Forte. Os celulares são apreendidos no presídio de Lajeado ou oriundos de processos criminais.