Momentos difíceis

Opinião

Caroline Lima Silva

Caroline Lima Silva

Assuntos e temas do cotidiano

Momentos difíceis

Por

Lajeado
CRON - Novembro Azul - Lateral vertical - Final vertical

Há momentos na vida que, por uma razão ou outra, acabam por ser extremamente desafiadores, senão pedagógicos para a alma. Sabe-se que o ser humano é muito guiado pelo princípio do prazer, postergando, não raras vezes, o enfrentamento com a realidade, por defesa e evitação da sensação de sofrimento, inerente, entretanto, à evolução. Diante disso, momentos de dificuldade, frustração e provas de resistência acabam por serem esperadas como estruturadoras da psiquê humana, conquanto precisem da compreensão e da aceitação necessárias como alicerces internos do indivíduo. Num mundo ainda pandêmico e disruptivo como o que estamos vivendo, no qual tantas perdas em todos os sentidos foram experienciadas pelas pessoas, cabe a pergunta que se faz: como lidar com tais circunstâncias no sentido do crescimento e do aprendizado emocional e relacional?

Uma das maneiras de superar situações adversas é estar intimamente conectado com suas potencialidades e recursos, como resiliência, tolerância, confiança em si e nos desdobramentos dos acontecimentos, equilíbrio e clareza mental, para saber fazer as melhores escolhas diante da complexidade dos fatos. Essa escuta interna é fundamental, já que mantém o indivíduo fortalecido no seu eixo e na visão do aqui e agora da vida, diminuindo a possibilidade de se perder em ansiedade e desespero. Além disso, hoje a ciência leva muito em consideração a importância da espiritualidade na vida das pessoas, o que não tem nada a ver com determinada crença ou religião, mas sim o sentido transcendental que liga os indivíduos a algo além de si mesmos. Nesse sentido, os estudos em coping religioso, que são estratégias de enfrentamento, tanto cognitivas, quanto comportamentais no manejo do estresse, são cada vez mais comprovadas em sua eficiência e eficácia para a qualidade de vida e o bem-estar. A espiritualidade consiste numa dimensão do ser humano que dá significado, fortalecendo-o à medida que compreende e responde a si questões filosóficas sobre sua fé em si e na vida, sua ancestralidade e sua origem.

Assim, os momentos de grandes provas e testes podem e devem ser superados, tendo em vista que findam em determinado tempo, assim como os ciclos da natureza, cujas mudanças nos são essenciais. Importante entender que, como momentos, podem ter grande intensidade, mas, nem por isso, são destrutivos, mas sim agentes para o nosso burilamento interno e evolutivo como seres e coletividade.