Compromisso com o desenvolvimento regional

Opinião

Carlos Cyrne

Carlos Cyrne

Professor da Univates

Assuntos e temas do cotidiano

Compromisso com o desenvolvimento regional

Por

Lajeado
Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Nesta última semana tive a oportunidade de estar novamente no Mato Grosso acompanhando as iniciativas de nossa Universidade na região e interagindo com diferentes atores da comunidade daquela região.

Comparando com o Vale do Taquari tem-se que os empreendimentos mato-grossenses, principalmente na área agrícola, podem ser considerados grandes, enormes, tendo em vista as pequenas propriedades que prevalecem no Vale. Porém algumas das preocupações são idênticas: como tornar-se mais competitivo? Como agregar valor aos produtos? Como não depender das commodities?

Com a abertura comercial, o incremento da concorrência internacional, com as exigências legais na área da produção, saúde e meio ambiente, cresceu a necessidade de buscar eficiência nos processos no âmbito do agronegócio, é preciso administrá-los, é preciso profissionalização. Os empreendimentos rurais possuem um papel importante no cenário econômico nacional, necessitando crescer e desenvolver-se de forma sustentável.

Contudo, a ineficiência na administração afeta negativamente o desempenho desses empreendimentos. A melhoria dos mecanismos de gestão é fundamental, pois a não adoção de técnicas que possibilitem o monitoramento do desempenho da atividade pode implicar na exclusão de uma parte significativa dos produtores, visto que o setor entrou na era da competitividade em uma economia globalizada. É preciso que os produtores rurais tenham a capacidade de ler e interpretar as exigências do ambiente interno e externo à propriedade e desenvolvam capacidades de gerenciamento cada vez mais profissionais.

É possível afirmar que o modelo de gestão das propriedades rurais, principalmente familiares, é motivo de preocupação em virtude da falta de controles, da carência da inserção da tecnologia da informação e ao estilo de administração adotado pelos produtores rurais, que tomam suas decisões sem o apoio de sistemas de gestão adequados.

A complexidade do agronegócio está exigindo uma mudança no perfil do produtor rural em todo o mundo. Independentemente do tamanho, será preciso ser cada vez mais eficiente e eficaz, para tanto é preciso qualificar as pessoas para que possam usar as tecnologias que são disponibilizadas e permitem incrementar a produtividade. Este é um desafio, que ao retornar me parece estar presente nas duas regiões.

Para mitigar esta situação, as duas regiões têm se articulado para movimentar os diferentes atores que são responsáveis pelo desenvolvimento de forma a potencializar os investimentos e os resultados. E, com satisfação, posso afirmar que nossa Universidade está presente aportando a sua contribuição.