Amvat: 60 anos de desafios e conquistas

Opinião

Paulo Cezar Kohlrausch

Paulo Cezar Kohlrausch

Prefeito de Santa Clara do Sul e presidente da Amvat

Amvat: 60 anos de desafios e conquistas

Por

Vale do Taquari
CRON - Novembro Azul - Lateral vertical - Final vertical

O ano era 1961. João Goulart tomava posse como presidente do Brasil, após renúncia de Jânio Quadros. A maior bomba atômica da história era detonada no Oceano Ártico. Começava a ser erguido o Muro de Berlim. A televisão chegava em canal aberto aos gaúchos e ao Vale do Taquari. E em meio a todos esses acontecimentos importantes, um grupo de prefeitos se reunia em Encantado, no dia 4 de novembro, para iniciar a história de uma das entidades representativas mais expressivas da região e do Estado: a Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat).

Segunda associação de municípios mais antiga do Rio Grande do Sul, a Amvat começava sua trajetória de articulação, desenvolvimento econômico e social no Vale do Taquari, com o intuito de defender os interesses dos municípios e da região. Na oportunidade, sentaram-se à mesa da Câmara de Vereadores de Encantado o prefeito anfitrião, Francisco Borsatto Filho; de Lajeado, Bruno Born; de Estrela, Bertholdo Gausmann; de Arroio do Meio, Antônio Setembrino de Mesquita; de Bom Retiro do Sul, Edgard Silvestre Drehmer e de Muçum, Ermogênio Aldrovandi, além de representantes do município de Roca Sales. O primeiro presidente foi Francisco Borsatto Filho, prefeito de Encantado.

Desde aquele encontro histórico até os dias atuais, a região evoluiu em todos os setores. Para exemplificar, podemos citar a força econômica dos 38 municípios que compõem a associação, que juntos possuem um orçamento de quase R$ 2 bilhões. Outra evidência é o PIB regional, que representa aproximadamente 4% do total do Rio Grande do Sul. A população, por sua vez, também teve um salto significativo. Se na década de fundação em torno de 190 mil pessoas residiam na região, hoje passa de 440 mil o número de habitantes nas 38 cidades que integram a Amvat. Além disso, temos uma localização estratégica com fácil acesso a outras regiões do Estado e País por rodovias como a BR-386, ERS-453, ERS-129 e ERS-130.

Embora tenhamos muitos motivos para comemorar, também é nosso compromisso analisar os desafios da Amvat e, consequentemente, do Vale do Taquari para que a nossa região consiga prosperar cada vez mais. E um dos pontos que considero primordiais é a necessidade de ampliar a força política regional e, por conseguinte, ter um poder de influência maior quando o assunto são demandas locais que impactam diretamente o desenvolvimento econômico e social do Vale do Taquari.

Para avaliar esse cenário basta olharmos para trás e recordarmos alguns momentos que mostram como já éramos mais fortes em termos políticos. No ano de 1994, por exemplo, tínhamos 3 ex-prefeitos como deputados estaduais: Erni Petry (Lajeado), Hélio Musskopf (Estrela) e Antonio Lorenzi (Encantado), além dos deputados estaduais Heron Oliveira e Gleno Scherer e do deputado federal Ênio Bacci. Hoje, temos algumas parcerias políticas, mas estamos carentes de um representante especificamente local.

Sabemos que são as decisões políticas que definem, em maior parte, a economia e o desenvolvimento social de um povo. Por isso, é inadmissível que uma região com a força e a pujança do Vale do Taquari não consiga eleger um deputado local para defender os interesses do nosso povo. Precisamos de um posicionamento político mais assertivo, equivalente ao tamanho da capacidade de desenvolvimento e produção da região.

Só assim conseguiremos de fato evoluir nas nossas bandeiras enquanto Vale do Taquari, que tem na infraestrutura, energia e conectividade três pilares vitais para o desenvolvimento. Ter uma alternativa à ponte sobre o Rio Taquari, melhorar a estrutura viária, reativar os modais hidro e ferroviário e efetivar o projeto de construção de um aeroporto regional são demandas prioritárias e que requerem união de esforços e uma maior representação política. Atuando de maneira profissionalizada, com os pés no chão e os olhos no futuro, construiremos mais 60 anos de muitas conquistas para o nosso Vale do Taquari!