De volta aos gramados

Opinião

Ezequiel Neitzke

Ezequiel Neitzke

Jornalista

Coluna esportiva

De volta aos gramados

Por

Gustavo Adolfo 1 - Lateral vertical - Final vertical

Após sentir fortes crises de dor de cabeça, Daniel Santos fez exames e foi diagnosticado com um tumor benigno na cabeça. Em 12 de junho fez o procedimento cirúrgico para a retirada. O retorno ao futebol era para ser em janeiro de 2022, mas após refazer alguns exames no mês de setembro, foi liberado para voltar, mas usando uma proteção na cabeça (igual os dos jogadores de rugby). No sábado atuou no CTC e no Sete.

“Eu assistia os jogos dos meus amigos, mas poder sentir o ambiente de jogo dentro das quatro linhas novamente foi espetacular.”

Dani relata que estava com saudade de sentir a adrenalina de um jogo. “Pensar que em menos de quatro meses venci uma batalha mais difícil do que qualquer outro jogo, e que já estou apto a retornar a uma rotina normal com o futebol incluso, não tem preço que pague tudo.”

Agradece o apoio dos amigos, familiares e médicos que ajudaram a retornar ao esporte. “Poder estar de volta praticando um esporte que tanto gosto ao lado dos meus amigos. Agradeço o apoio de todos que fizeram isso se tornar possível ainda neste ano.”


Click

Antes da bola rolar na Copa Sete, Farelinho fez a alegria dos filhos Maria Luisa e Miguel.


Só alegria

Atletas do Debilitados felizes com o bom resultado e a boa campanha na primeira divisão da Copa Sete.