7 notícias: Preço médio da gasolina sobe pela sexta semana seguida nos postos brasileiros

Gasolina

7 notícias: Preço médio da gasolina sobe pela sexta semana seguida nos postos brasileiros

Confira o que é notícia na manhã desta quarta-feira

Por

7 notícias: Preço médio da gasolina sobe pela sexta semana seguida nos postos brasileiros
(Foto: Agência Brasil)
Brasil
OdontoCompany Estrela - Lateral vertical - Final vertical

O preço médio da gasolina subiu pela sexta semana consecutiva nos postos de combustíveis do País, de acordo com levantamento realizado pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

O valor médio na semana encerrada no dia 11 de setembro aumentou para R$ 6,06 por litro, contra R$ 6,00 por litro na apuração anterior, o que representa uma alta de 0,86%. Nos 4.434 postos brasileiros pesquisados pela ANP, o preço máximo do litro chegou a R$ 7,185. O valor mínimo foi de R$ 5,15.

A agência também apurou que o valor médio do litro do diesel aumentou de R$ 4,627 para R$ 4,695. Já o preço do litro do etanol subiu de R$ 4,611 para 4,653.


Brasil registra 731 mortes pela Covid-19 em 24h

O Brasil registrou nesta terça-feira 731 mortes por Covid-19. O país contabiliza 587.797 óbitos. A média móvel de óbitos nos últimos 7 dias é de 518, a menor desde novembro de 2020. O Rio Grande do Sul registrou nesta terça-feira, 48 óbitos. Agora, o Estado chega a um total de 34.510 pessoas que morreram em decorrência do coronavírus. A Secretaria Estadual da Saúde contabilizou dois óbitos para o Vale do Taquari nesta terça-feira, elevando o total para 849.


Rosa Weber suspende MP que altera Marco Civil da Internet

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu ontem a eficácia da medida provisória (MP) que altera o Marco Civil da Internet e as regras de moderação de conteúdo e de perfis em redes sociais, publicada pelo governo federal em 6 de setembro.

Na decisão, a ministra atendeu ao pedido de liminar feito por partidos políticos e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Segundo a ministra, a medida não cumpre os requisitos legais de urgência. Também na noite desta terça, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM) decidiu devolver o texto, que com isso deixa de tramitar.


Guedes garante Bolsa Família de R$ 300 como “prioridade” e dentro do teto

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta terça-feira que a “prioridade zero” do governo é a efetivação do Bolsa Família com valor de R$ 300. De acordo com ele, os recursos do programa social serão bancados com recursos advindos do imposto de renda e estarão dentro do teto de gastos do governo federal.

Na fala, Guedes ainda criticou segmentos empresariais contrários à reforma tributária do imposto de renda.


Senado aprova elegibilidade para políticos com contas irregulares

O Senado aprovou ontem (14) um projeto de lei complementar (PLP) que isenta de inelegibilidade os gestores que tenham tido contas julgadas irregulares sem imputação de débito. Assim, gestores públicos cujas contas foram reprovadas, mas sem dano aos cofres públicos, poderão disputar as eleições com o pagamento de multa. O projeto já havia passado pela Câmara e agora segue para sanção presidencial.

Atualmente, a legislação veda a eleição por oito anos, para qualquer cargo, do gestor cujas contas no exercício de cargos ou funções públicas foram julgadas, em decisão irrecorrível, “por irregularidade insanável que configure ato doloso de improbidade administrativa”.


Com mudança de alíquota, RS deixará de ser o segundo estado com maior ICMS sobre energia elétrica

Com o fim da alíquota majorada de ICMS sobre a energia elétrica, que vigora desde 2016 e que cairá de 30% para 25% em 2022, os gaúchos deixarão de ter um dos impostos estaduais mais altos sobre esse insumo. Atualmente, o Rio Grande do Sul é o segundo estado no País com alíquota mais elevada de ICMS sobre a energia elétrica (empatado com Minas Gerais), o maior percentual é verificado no Rio de Janeiro, com 32%.

Com a redução, os gaúchos estarão colocados na 15ª posição no ranking das alíquotas cobradas no aplicando o patamar de 25%, o mesmo adotado em outros 9 estados e no Distrito Federal.

A diminuição do ICMS sobre a energia, assim como sobre combustíveis e comunicações (que também caem de 30% para 25% em 2022), foi confirmada pelo projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) para o próximo ano que o governo do Estado entregou nesta terça-feira (14) na Assembleia Legislativa.


Exportações da indústria gaúcha sobem 42,2% em agosto

As exportações na indústria de transformação gaúcha totalizaram US$ 1,3 bilhão em agosto, 42,2% de crescimento na comparação com o mesmo mês de 2020, e aumentaram em 19 dos 24 segmentos que registaram embarques. Os dados são da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS). No acumulado de janeiro a agosto, totalizaram US$ 8,9 bilhões, valor 33,1% maior em relação ao mesmo período do ano passado. Comparado aos níveis de 2019, anteriores ao da pandemia, o avanço das exportações acumuladas no ano foi de 5,7%.

Na análise por setor, Máquinas e equipamentos registrou a maior elevação do valor exportado entre os grandes segmentos. Cresceu 211,6% (US$ 118,4 milhões), puxado pelos embarques para a China e Paraguai.