Impactos demográficos

Opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Impactos demográficos

Por

Vale do Taquari
Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

A cidade de Marques de Souza registra um fenômeno já verificado em diversas outras cidades do Vale do Taquari: o ingresso de novos moradores em decorrência de obras de grande volume. A duplicação do primeiro trecho de 20 quilômetros da BR-386 já impacta a rotina do pequeno município de quatro mil habitantes, e também de comunidades vizinhas. Hoje, a empresa Eurovias – terceirizada da CCR Viasul para efetivar as obras – já possui 200 funcionários contratados para os serviços. A previsão é chegar a 1,2 mil nos próximos meses. A maioria vem de fora. E a história comprova que muitos tendem a fincar raízes em nossa região.

Na década de 70, em especial na região alta do Vale, a obra da ferrovia e do grandioso V-13 atraiu operários e militares de diversas regiões do sul do país. Muitos optaram por seguir em Muçum e Vespasiano Corrêa, principalmente. O mesmo ocorreu nas obras da eclusa de Bom Retiro do Sul, do Porto de Estrela, e até mesmo durante a construção do traçado original da mesma BR-386. Todas essas obras geraram um importante impacto demográfico nas cidades próximas. É uma necessária miscigenação de costumes e sotaques que se repete de tempos em tempos. E que assim seja!

E-LOG

Um conselho formado por representantes do setor público e privado de Estrela e também da CIC/Vale do Taquari deve se reunir nas próximas semanas para finalizar o estatuto da Empresa Pública de Logística Estrela, a E-LOG. Tudo ainda depende da aprovação do projeto de lei na Câmara de Vereadores, onde o prefeito Elmar Schneider (PTB) conta com apoio da ampla maioria. E é importante que, se aprovada a matéria, esse conselho receba um número maior de agentes públicos e privados de outras cidades da região. O debate sobre o Porto de Estrela não pode ser tão restrito.

E-LOG II

O estatuto definirá o número de cargos necessários para o funcionamento da empresa pública, cuja atribuição será a administração (direta ou indireta) do Porto de Estrela, do Aeródromo de Estrela, e também de alguns trechos de ferrovia (isso ainda depende do aval da RUMO Logística, a concessionária responsável pela Ferrovia do Trigo). Sobre isso, aliás, o governo de Estrela agendou uma reunião com representantes da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF). O encontro ocorre nos próximos dias. Na pauta, turismo e o trecho entre Estrela e Colinas.

E-LOG III

A reunião com os representantes da ABPF conta com o apoio da Amturvales e dos coordenadores do projeto Trem dos Vales. A ideia é criar um Memorial da Ferrovia em Estrela. Para isso, a proposta é abrir a sede da própria ABPF na cidade e, em paralelo, trazer para o Vale do Taquari uma oficina de restauração dos trens conhecidos por “Maria Fumaça”, além de outros vagões históricos (cogita-se até um vagão utilizado pelo Imperador Dom Pedro II). Com isso, além do turismo de contemplação, o passeio lançado em 2019 passaria a oferecer um produto ainda mais voltado à cultura.

E-LOG IV

A criação efetiva da E-LOG carece de aprovação dos vereadores. Mesmo assim, já surgem apostas para assumir a coordenação executiva da E-LOG. E entre os nomes ventilados nos bastidores está o do ex-prefeito da cidade, Carlos Rafael Mallmann, um dos responsáveis pela municipalização do porto fluvial. Questionado, ele garante que não tratou sobre o tema. “Pelo que sei, os nomes serão indicados pelas entidades empresariais. Até o momento, nenhuma me consultou. E como não fui consultado, não parei para avaliar. Mas quero sempre contribuir para ver Estrela crescer”, afirma.

Juventude

A vereadora Ana da Apama (MDB) sugere ao Executivo a elaboração de Lei Municipal que dispõe sobre o “Plano Municipal da Juventude de Lajeado”. Ela já protocolou um Anteprojeto de Lei que pode servir como base para a elaboração da nova legislação.

Celeuma e Havan

O grupo Política Lajeado, disponível aos curiosos no Facebook, volta e meia apresenta uma “pérola” que chama a atenção do público geral. Recentemente, os murmurinhos são mais barulhentos quando o assunto é a rede de Lojas Havan. A cada postagem sobre o empreendimento do empresário Luciano Hang, brigas e debates acalorados. O ápice foi a foto de um lajeadense urinando na estátua, defronte uma das unidades catarinenses. Nesta semana, um internauta postou essa imagem, feita em frente às obras da filial lajeadense do grupo. E pasmem: até o ex-candidato a prefeito de Porto Alegre, Valter Nagelstein (PSD), apareceu para o caloroso debate público e virtual.

Articulação

Ex-prefeito de Taquari e agora ex-presidente da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), Emanuel Hassen de Jesus, o popular Maneco (PT), segue utilizando o tempo para fortalecer as articulações políticas. Ele é pré-candidato a deputado estadual. Nesta semana, ele visitou o ex-governador, Tarso Genro (PT), na casa do petista, em Arambaré (RS).