Emenda amplia debate sobre venda de área do Daer

lEGISLATIVO

Emenda amplia debate sobre venda de área do Daer

Vereadores não querem que município negocie imóvel antes de executar obras na ERS-130 e custear cirurgias atrasadas. Previsto para ser votado ontem, projeto de lei teve discussão adiada no plenário

Por

Atualizado quarta-feira,
21 de Julho de 2021 às 07:06

Emenda amplia debate sobre venda de área do Daer
Líder de governo, Lopes quer que município faça obras antes de negociar área (Foto: Mateus Souza)
Lajeado
Tudo na Hora - Lateral vertical - Final vertical

Mesmo previsto para votação na sessão de ontem, o projeto que permite ao município incorporar a área do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) foi adiada pelos vereadores. A matéria, considerada fundamental pelo governo para destravar a obra do viaduto da ERS-130, no trevo da BRF, causa divergências entre os parlamentares.

Emenda de Mozart Lopes (PP) e Márcio Dal Cin (PSDB) amplia o debate sobre o projeto. O documento retira a possibilidade de venda do imóvel. O projeto encaminhado pelo governo não estabelece prazos e abre brechas para negociação logo após a incorporação, o que os vereadores discordam.

“Não sabemos ainda qual será o custo da obra na rodovia e se o valor da área do Daer mais o que o Estado deve ao município será suficiente”, justifica Dal Cin. Na avaliação dele, o governo de Lajeado pode aproveitar de forma melhor o imóvel, situado em espaço nobre no Centro da cidade, na avenida Benjamin Constant.

“Incorpora, mas não vende”

Para Lopes, é necessário propor as medidas em partes. “O governo incorpora a área, mas não vende. Aí, paga as cirurgias atrasadas com o que o Estado nos deve, faz o viaduto e as marginais à ERS-130, constrói um novo espaço para o Daer no bairro Campestre e, somente depois propõe a negociação do terreno, em um novo projeto”, salienta.

Nos corredores da câmara, a insatisfação com o projeto da forma como foi apresentado pelo governo municipal é grande. Líder de governo na casa, Lopes admite que havia chance da matéria ser rejeitada pelos vereadores.

Obras em escolas estaduais

Um requerimento proposto por Marquinhos Schefer (MDB) pede que o governo avalie apresentar um projeto que visa auxiliar de forma financeira as escolas estaduais que necessitam de consertos para atender seus alunos. Cita como exemplo a situação da Escola Fernandes Vieira, que está com o piso precário em algumas salas de aula.

“Peço que o governo faça um esforço para que as coisas aconteçam. Sei que esses custos são de responsabilidade do Estado, mas as crianças são moradores de Lajeado e devemos zelar pela segurança delas”, justifica.