Estado renova promessa de acessos municipais e prefeitos projetam obras

Obras de asfaltamento

Estado renova promessa de acessos municipais e prefeitos projetam obras

Piratini divulga R$ 1,3 bilhão para asfaltamento em entradas de 28 cidades, 20 ligações regionais, além da elaboração de 39 projetos e convênios. Prefeitos da região traçam estrategias locais

Por

Estado renova promessa de acessos municipais e prefeitos projetam obras
Entre as localidades contempladas, estão Linha Cairú (Travesseiro), que aguarda asfalto há décadas (Foto: Arquivo A Hora)
Vale do Taquari
Tudo na Hora - Lateral vertical - Final vertical

Quatro municípios do Vale foram contempladas no pacote de obras bilionário anunciado ontem pelo governo do Estado. Há ainda a previsão para convênios municipais em outras quatro cidades da região.

O investimento faz parte do programa Avançar, dividido em três eixos: Avançar com Sustentabilidade, Avançar para as Pessoas e Avançar no Crescimento.

De acordo com o Piratini, os investimentos na região dos vales do Taquari e Rio Pardo são na ordem de R$ 104 milhões.

A ligação de Boqueirão do Leão a Sério já foi entregue. A próxima obra a ser entregue é o acesso entre Nova Bréscia e Coqueiro Baixo. A conclusão da pavimentação significa a chegada do asfalto à Coqueiro Baixo. O prefeito Jocimar Valer espera que o calçamento aumente em 10% a arrecadação do ICMS, e permite que a produção de aves, suínos e leite seja escoada. “Por não ter asfalto, não conseguimos atrair empresas para gerar empregos”, afirma Valer.

A cidade com pouco mais de 1,5 mil habitantes projeta a partir de agora investimentos em turismo e prospecta a manutenção dos jovens no município.

A obra foi retomada no ano passado. Cerca de três quilômetros já foram asfaltados. O Departamento Autônomo de Estradas e Rodagens (Daer) anunciou ontem mais R$ 11,7 milhões para concluir os 6,5 quilômetros restantes.

Ligação entre Arroio do Meio e Travesseiro

A reivindicação nas comunidades que vivem entre os dois municípios já perdura mais de uma década. A nova projeção é que a obra seja entregue em 2022. Ao todo serão investidos R$ 13,1 milhão para 9,5 quilômetros.

De acordo com o prefeito de Travesseiro, Gilmar Southeir, a ligação asfáltica oferece uma rota alternativa a BR-386, onde o trânsito é intenso e as obras de duplicação podem gerar transtornos. Ele destaca também a importância para os moradores de Linha Cairu, que escoam a produção agrícola pela VRS-811.

Para o prefeito de Arroio do Meio, Danilo Bruxel, os municípios ainda são muito conectados. Os moradores de Travesseiro vão à Arroio do Meio para serviços bancários, trâmites na promotoria e no cartório. O acesso asfáltico, porém, pode tornar Arroio do Meio a primeira opção comercial dos travesseirenses. “Nós estamos vibrando muito porque Arroio do Meio vai ganhar muito, tanto o comércio como a indústria”, afirma Bruxel.

A operação já está licitada com a Conpasul. Na próxima semana, os chefes do Executivo se reúnem com a empresa e o cronograma da obra deve ser inciado.

Capitão e Arroio do Meio firmam convênio

O asfalto da VRS-482 já foi licitado em 1997. Após 15 anos sem realizar a obra, a empresa que responsável declarou falência. Desde esse fato, já se passaram uma década, o que faz muitos moradores desacreditarem da realização da obra.

Dessa vez, Bruxel se diz confiante para que a obra deslanche. Ele recebeu, nessa semana, garantias do secretário estadual de Logística e Transportes, Juvir Costella. “A gente sabe que tem recurso disponível”, aponta o prefeito.

Jari Hunhoff, chefe do Executivo de Capitão, explica que o projeto de convênio entre o governo do Estado e administração dos dois municípios foi tratado desde o início do ano.

A preparação do terreno, alargamento da pista e detalhes de infraestrutura ficam por conta dos governos locais, enquanto o Piratini realizará o recapeamento asfalto. Os prefeitos agendaram a assinatura do convênio para 22 de junho.

O projeto é readequado e está em fase de levantamento topográfico e precificação. “A gente vê ainda muito trabalho daqui para frente, não é só alegria, o anúncio hoje, vai ficar um marco para Capitão, mas temos muito o que fazer ainda”, afirma Hunhoff.

Capitão é responsável por cerca de cinco quilômetros, enquanto Arroio do Meio se compromete com sete quilômetros.
O Estado ainda pretende anunciar convênios em Bom Retiro do Sul, Ilópolis, Roca Sales e Muçum.