Um plano do cidadão!

opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Um plano do cidadão!

Por

Atualizado sábado,
05 de Junho de 2021 às 07:35

Lajeado
Tudo na Hora - Lateral vertical - Final vertical

A plataforma lançada pelo governo de Lajeado para democratizar a elaboração do Plano Plurianual de 2022 a 2025 gerou bons frutos. A participação feita por meio de uma plataforma online buscava sugestões e opiniões para os investimentos dos próximos anos. O prazo para envio de propostas acabou. Foram coletadas 98 respostas de 15 diferentes bairros. Entre os participantes, 81% reside faz mais de 10 anos na cidade. A maioria entre 36 e 65 anos. E as principais áreas sugeridas para a aplicação de recursos são “Obras e Infraestrutura”, “Educação”, “Segurança Pública”, “Saúde” e “Inovação e Tecnologia”.

O estudo perpassa os limites da Secretaria da Fazenda, a pasta responsável pelo estudo. Embora não represente um retrato heterogêneo da sociedade, as informações podem servir para auxiliar na tomada de decisões dos gestores. Em se tratando de “Obras e infraestrutura”, por exemplo, as principais respostas dos contribuintes estão atreladas às melhorias nas calçadas; instalação ou reformas de praças, parques e espaços de lazer públicos; melhorias nos serviços públicos (coleta de lixo e iluminação pública); pavimentações; e construção ou ampliação de escolas e postos de saúde. É um dossiê e tanto. Agora só falta aplicar!


Câmaras mortuárias e intercâmbio

Em Arroio do Meio, a sessão legislativa da semana não contou com a vereadora Maria Helena Matte (MDB), que estava com sintomas gripais. E, além da visita de uma comitiva de vereadores de Teutônia, presentes no plenário para um “intercâmbio”, a reunião dos parlamentares arroio-meenses registrou a apreciação de alguns projetos. Destaque para a abertura de um crédito suplementar de R$ 60 mil para ampliar as Câmaras Mortuárias.


Lajeado 4.0

O governo de Lajeado republicou o edital do pregão eletrônico para contratação de equipamentos para o Programa Espaço 4.0, que atenderá jovens de 15 a 29 anos. O modelo inovador de capacitação em formato de contêiner é equipado com modernos recursos tecnológicos, como computadores de última geração, impressoras 3D e máquinas de corte a laser. Será instalado dentro do Labilá. A proposta é ofertar de cursos, oficinas e atividades que promovam a capacitação profissional, a inclusão digital e o desenvolvimento de habilidades específicas.

Em todo o país, são apenas 23 espaços em 10 estados. O investimento do governo federal chega a quase R$ 7 milhões. Em Lajeado, e após pesquisa com o grupo Pro_Move e com representantes de empresas locais, os cursos já estão pré-definidos. Com o foco na tecnologia, a ideia é ofertar três temas capitais: “Primeiros passos para ganhar a vida com software”; “Do básico à programação”; “Start na Startup”; e “Adolescente empreendedor: reconhecendo, analisando e solucionando problemas para criar e melhorar negócios”.


Porto em Estrela

Estrelenses questionam: a cessão onerosa dos silos do Porto Fluvial de Estrela deveria ter sido analisada pela Câmara de Vereadores? A resposta é: para contratos emergenciais, não.


Do lixo ao luxo

A startup Ciclo, criada a partir do Grupo Recicla, é uma empresa de Cachoeirinha e já atuava com reciclagem para terceiros. Recentemente, os empresários lançaram uma novidade no mercado. Trata-se de um contêiner que transforma lixo em dinheiro. Eu explico. As unidades desenvolvidas pela startup (e já em testes em estacionamentos de supermercados nas cidades de Xangri-lá e Alvorada) possuem uma balança para pesar o lixo reciclável levado pelo cidadão – no caso, o cliente. O pagamento é por quilo e transferido por meio de um aplicativo da própria startup. E fica a dica!


Dragagem e economia

Em Bom Retiro do Sul, o anúncio da dragagem do Rio Taquari já mexe com a rotina da cidade. Logo após o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) emitir a Ordem de Serviço para o início dos serviços, alguns funcionários da empresa contratada foram buscar informações sobre locação de imóveis residenciais na cidade.


Desencontro em Brasília

No início do mês, líderes regionais conseguiram agendar a esperada audiência com o governo federal para tratar sobre os custos de produção na cadeia de aves, suínos e leite. O pedido central é a isenção temporária de PIS\Cofins à importação de milho. O encontro foi pré-agendado para o dia 8 de junho. Os representantes da CIC-VT, cooperativas regionais e da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) seriam recebidos pelo Ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni, e pela Ministra da Agricultura (MAPA), Tereza Cristina. Jair Bolsonaro também era esperado. Mas não confirmou. Nessa sexta-feira, o encontro foi desmarcado.