Corra  da dor

Saúde

Corra da dor

Inflamação comum aos corredores, canelite atinge 16% dos praticantes da atividade física

Por

Corra  da dor
BRDE - Lateral vertical - Final vertical

A canelite é uma das lesões mais frequentes em praticantes de atividades físicas, principalmente os corredores. Caracterizada pela dor nos músculos, ossos ou tendões da canela, a inflamação pode variar de intensidade e atrapalhar, inclusive, as caminhadas do dia a dia.

Para entender um pouco mais sobre essa inflamação e como evitá-la o Caderno Você conversou com o médico ortopedista, Jamil Barghouti.

 

O que é a canelite e a quem ela acomete?

A canelite é uma denominação popular para a síndrome do estresse tibial medial, caracterizada por uma dor na perna devido a atividades repetitivas em solo rígido ou do uso excessivo dos flexores do pé. É uma inflamação do tecido que recobre a tíbia.

Essa síndrome é responsável por 6% a 16% de todas as lesões diagnosticadas em corredores, sendo o terceiro problema mais reportado nessa população.

 

Quais as principais causas da canelite?

Os fatores de risco para essa lesão podem ser divididos em intrínsecos (ou pessoais), como as variações anatômicas e características físicas do indivíduo, ou fatores extrínsecos, relacionados ao esporte, como o piso da corrida e calçados utilizados.

Outras causas também foram descritas na literatura médica como associadas a maior risco de lesões. Entre elas a falta de experiência no esporte, distâncias excessivas percorridas semanalmente, condição física inadequada para a prática de corrida, presença de lesões prévias e o aumento abrupto de ritmo ou distância percorrida na corrida.

 

Como ela pode ser evitada?

Uma das principais formas é o uso de órteses e calçados que absorvem impacto. Esses dispositivos estabilizam a articulação do tornozelo e diminuem a pronação excessiva.

Treinamentos para fortalecimento e alongamento dos diversos grupos musculares dos membros inferiores devem ser realizados antes e durante a temporada de prática esportiva.

Inicialmente, escolha pisos mais macios como grama e terra para a prática da corrida. Esteiras modernas com grande absorção do impacto são também boas opções para quem deseja praticar a modalidade. E claro, faça um aumento gradual no ritmo e na duração do treinamento.

Recomenda-se que o aumento semanal seja de, no máximo, 10% na duração ou ritmo da corrida.

 

Quando há inflamação, o que pode ser feito para amenizar a dor? É necessário parar a prática esportiva por um tempo?

Quando diagnosticada a canelite, é preciso repouso, que pode ser entre seis a oito semanas. Também é bom utilizar gelo no local e, dependendo da gravidade da dor, é preciso utilizar anti-inflamatórios.

Nesse período é possível praticar esporte que não tenha impacto para manter o tónus muscular e a capacidade aeróbica

 

Existe cura para a canelite?

Com o tratamento adequado e completo das lesões prévias, seguido de atividades de prevenção evita-se o surgimento de novas lesões ou o retorno de uma. Consulte seu ortopedista da área esportiva para mais orientações