Bom para o corpo e a mente

Saúde

Bom para o corpo e a mente

Suplementos entram na dieta de praticantes de atividades físicas para melhorar a qualidade de vida e o desempenho nos treinos

Por

Bom para o corpo e a mente
Tudo na Hora 2 - Lateral vertical - Final vertical

A utilização de suplementos nutricionais é uma estratégia que atrai praticantes de atividades físicas e atletas, pois ela melhora a performance e o bem-estar. Além de aumentar os músculos, essas substâncias prometem acelerar a recuperação pós treino, queimar gordura e aumentar a força.

Há ainda aquelas que melhoram o raciocínio e a memória. Hoje, com tantas opções de produtos no mercado, é preciso ter cuidado, afinal, cada suplemento tem uma indicação e tempo de uso determinado.

De acordo com a nutricionista do Sesc Lajeado, Juliette Carvalho, a suplementação, como o próprio nome diz, é realizada para suplementar a dieta. Ou seja, serve como alternativa para complementar os planos alimentares.

“A suplementação pode variar de um organismo para o outro. Por isso, antes de fazê-la é preciso analisar a alimentação, os exames de sangue, a quantidade de atividade física praticada pela pessoa e o tipo de treino, se é musculação ou aeróbico”, explica.

Entre as substâncias mais consumidas estão o Whey Protein, a glutamina, o BCAA, a creatina e a maltodextrina. Mas a nutricionista chama a atenção para alguns cuidados com estes produtos, pois a utilização por conta própria e de forma errada pode representar riscos à saúde.

Indivíduos com problemas renais, intolerantes a lactose, alérgicos ou que possuam muita proteína e creatina no corpo, por exemplo, não devem complementar a dieta sem orientação nutricional e médica.

“Uma coisa é conseguir resultados hoje e outra é cuidar da saúde para o futuro. O ideal é tentar, inicialmente, obter essas substâncias de forma natural, por meio do consumo de alimentos, onde elas também estão presentes. Quando não é possível se opta pela suplementação”, afirma Juliette.

 

Dieta balanceada

Para uma dieta ser considerada nutritiva, é preciso que ela englobe todos os grupos alimentares, até mesmo gorduras e açúcares. “Precisamos parar de olhar o alimento sozinho e prestar atenção na alimentação como um todo. De nada adianta controlar o que se come de segunda a sexta-feira e no final de semana extrapolar”, salienta.

O mesmo cuidado ocorre para quem pula refeições ou as deixa de fazer para compensar um exagero. Ficar sem comer para ir a um rodízio, por exemplo, é um dos erros que a maioria das pessoas cometem. O ideal é fazer uma refeição mais leve nestas ocasiões e consumir bastante água.

E a nutricionista explica que estas regras valem para todas as pessoas. A diferença de uma dieta para praticantes de atividade física é que nela será necessário consumir uma quantidade maior (ou menor) de macronutrientes, como os carboidratos e as proteínas. A alimentação correta é a peça-chave para a prática de exercícios.

 

Estética e saúde aliadas

Ana Paula Santos (30) conta que começou a utilizar suplementos quando iniciou na musculação, há 13 anos. Logo que adaptou sua dieta, com a ajuda de profissionais, percebeu uma melhora no desempenho dos treinos e na disposição para as atividades do dia a dia.

“Me sinto muito bem, pois só me trouxe benefícios. Não é somente uma questão de estética, está relacionado a saúde também”, afirma.

Entre os produtos para cuidar do corpo, a jovem destaca o Whey Protein, a creatina, os termogênicos e vitaminas. “Uma coisa que as pessoas precisam ter em mente é que nem sempre os produtos de marcas famosas serão os melhores para o seu corpo. É preciso entender o que você está ingerindo e contar com a ajuda de profissionais para melhorar a adaptação”.

Foi por meio do auxílio de uma nutricionista que Jonatan Feldens (21) mudou a maneira de encarar a alimentação e o uso de suplementos. Quando mais novo, o estudante de educação física lembra que não atentava para os cuidados com o corpo e estava acima do peso.

 

“No ensino médio comecei a pegar gosto pelo esporte. Na época eu jogava vôlei e corria, mas com o tempo resolvi cursar educação física e mudar de vida”, recorda.

Inicialmente, Feldens teve receio em utilizar as substâncias e optou por mudar sua alimentação. Somente após um ano de acompanhamento nutricional aderiu na dieta o uso de glutamina, creatina e BCAA. “Faz pouco tempo que comecei a utilizar, mas sinto diferença na força e disposição para os treinos”.

Suplemento para todos os gostos

O empresário da Guth Suplementos, Fabrício Guth, com 15 anos de experiência no mercado de suplementos, afirma que já é possível perceber o aumento na procura por produtos que possam auxiliar na qualidade de vida e bem-estar.

“Ainda há um pouco de preconceito quanto ao uso de suplementos, principalmente por pessoas de mais idade. Mas já vemos uma mudança nesse cenário também”, afirma.

Segundo Guth, hoje há muitas possibilidades e mais qualidade nos produtos. “Tem inúmeros sabores e marcas, para todos os gostos e estilos de vida. O importante é que as pessoas tenham consciência do seu corpo e procurem a ajuda de profissionais especializados para saber o que consumir. Precisamos estar atentos a nossa saúde”.