Santa Clara Mais Feliz

opinião

Paulo Cezar Kohlrausch

Paulo Cezar Kohlrausch

Prefeito de Santa Clara do Sul e presidente da Amvat

Santa Clara Mais Feliz

Por

Vale do Taquari
Tudo na Hora - Lateral vertical - Final vertical

Oferecer condições para que as pessoas sejam felizes é, segundo Aristóteles, uma das principais funções da política e, por isso, responsabilidade dos gesto­res públicos eleitos para representar os interesses da sociedade. Mas é impor­tante considerar que essa sensação de bem-estar subjetivo, que engloba alegrias, prazeres, relacionamentos e re­alizações, é algo inconstante e depende mais de fatores internos, individuais e traços de personalidade do que pro­priamente de políticas públicas e ações governamentais.

Todavia, a iniciativa de buscar alternativas que possibilitem diminuir as dores emocionais

que assolam as comunidades deve ser encarada como um desafio de saúde pública, tendo em vista que grande parte das pessoas que hoje procuram atendi­mento nas Unidades Básicas de Saúde o fazem com o intuito de resolver proble­mas de natureza muito mais emocional do que física.

A globalização, sobretudo o rápido avanço da tecnologia e das redes so­ciais, e o advento da pandemia amplia­ram a percepção de medo, incerteza e intolerância em uma parte massiva da sociedade, o que acaba influenciando na sua qualidade de vida. Essa neces­sidade latente de se adaptar ao novo

momento que vivemos tem deixado as pessoas apreensivas quanto às perspec­tivas futuras.

Segundo pesquisa realizada pela Fio­cruz no Brasil e na Espanha entre abril e maio de 2020, sintomas de ansiedade e depressão afetavam 47,3% dos traba­lhadores de serviços essenciais durante a pandemia. Mais da metade deles sofria de ansiedade e depressão ao mesmo tem­po. Além disso, 44,3% estavam abusando de bebidas alcoólicas, 42,9% sofreram mudanças nos hábitos de sono e 30,9% haviam sido diagnosticados ou estavam em tratamento para transtornos mentais. Outra preocupação é o uso excessi­vo das redes sociais e as notícias falsas, que acabam manipulando e desinformando as pessoas.

E é justamente no sentido de amenizar esses impactos que esta­mos implantando um programa inova­dor no nosso município. Denominada de Santa Clara Mais Feliz, a iniciativa é composta por uma série de ações com o intuito de promover uma sensação maior de bem-estar da população. As atividades serão coordenadas pelo Departamento de Saúde Emocional, que atuará especificamente no combate efetivo às causas e consequências desse adoecimento emocional por que passa nossa sociedade e, assim, promover o suporte para que as pessoas consigam ter uma vida mais tranquila e feliz.

Temos a convicção de que o programa Santa Clara Mais Feliz será um impor­tante norteador para o desenvolvimento ainda mais equilibrado e saudável da nossa comunidade. Como diz o econo­mista Joseph Eugene Stiglitz, “são as pessoas que fazem uma cidade se desen­volver e, consequentemente, movimen­tam a economia. Portanto, os aspectos econômicos não podem ser considera­dos mais importantes que a percepção de bem-estar da população”.