Grupo trabalha na implantação do Arranjo Produtivo Local de Alimentos e Bebidas

VALE DO TAQUARI

Grupo trabalha na implantação do Arranjo Produtivo Local de Alimentos e Bebidas

Mais de 30 empresários participaram da primeira reunião de mobilização regional para a constituição do arranjo

Por

Grupo trabalha na implantação do Arranjo Produtivo Local de Alimentos e Bebidas
(Foto: Reprodução)
Vale do Taquari
BRDE - Lateral vertical - Final vertical

A implantação do Arranjo Produtivo Local (APL) de alimentos e bebidas do Vale do Taquari foi pauta de reunião virtual realizada nesta semana. O encontro liderado pelos presidentes da Câmara da Indústria, Comércio e Serviços do Vale do Taquari (CIC-VT), Ivandro Carlos Rosa, e da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil), Cristian Rota Bergesch, contou com a participação do diretor do Departamento de Desenvolvimento Econômico da SEDEC, Leonardo Marmitt e empresários do setor de alimentos e bebidas da região.

Durante a conversa, o grupo conheceu o funcionamento de uma APL e os benefícios que ela proporciona. Marmitt detalhou aos participantes as principais vantagens do setor alimentício do Vale constituir um arranjo. “Estando em um APL, as empresas chegam com mais força para apresentar suas demandas ao Estado. Além disso, empresas que estão inseridas em um arranjo conseguem com mais facilidades financiamentos estaduais”, citou.

Ainda de acordo com Marmitt, para que seja caracterizado um APL, é preciso que as empresas participantes se relacionem e pensem juntas em estratégias de desenvolvimento e competitividade para o setor e toda a região. Como exemplo, o diretor citou APLs já constituídos no Estado, onde a união das empresas resultou na aquisição de máquinas de alta tecnologia e no desenvolvimento de aplicativos que facilitam a comunicação entre pequenas e grandes empresas.

Competitividade

O presidente da CIC-VT destacou a importância da participação dos empresários no encontro. “Percebemos que o associativismo está muito forte na nossa região e que a constituição de um APL vai beneficiar não só as empresas do setor, mas também toda a região”, comentou.

De acordo com o presidente da Acil, a implementação de um arranjo é de extrema importância não só para a cadeia produtiva, mas também para todos aqueles que, de certa forma, estão ligados ao processo. “A constituição do APL também é uma forma de fomentar a economia local, pois melhora e facilita a comunicação entre os produtores, fornecedores e prestadores de serviço”, destacou.

APL

Um APL é a união de empresas que estão localizadas em uma mesma região. É constituído por empresas produtoras de bens e serviços finais, fornecedoras de equipamentos e outros insumos, prestadores de serviços, comerciantes, cooperativas, associações e representações. Esse grupo articula as principais reivindicações e planeja ações que beneficiam toda a cadeia.

Benefícios

Entre os principais benefícios gerados por um APL, para as empresas e para a região, estão o aumento da competitividade local, a facilidade na comunicação entre todos os agentes, a oferta de mão de obra qualificada e o acesso facilitado a financiamentos e recursos estaduais.

De acordo com Marmitt, há uma série de formulários a serem preenchidos para o grupo buscar o reconhecimento do APL. “Com o reconhecimento do arranjo, já podem ser solicitados recursos que o estado disponibiliza para fomentar a região”, explicou.

Mobilização

O grupo contará na fase de levantamento do diagnóstico com o apoio de técnicos do Sebrae RS e VTRP, que esteve representado na reunião pela gerente regional no VT, Liane Klein.

O presidente da CIC-VT agradeceu a participação dos mais de 30 empresários que participaram do encontro que foi a primeira ação de mobilização regional para a constituição do arranjo. “Precisamos unir todas as empresas interessadas em participar, diagnosticar nossas demandas e encaminhar os formulários para obter o reconhecimento”, frisou Rosa.

Empresas da região interessadas em participar do APL de Alimentos e Bebidas do Vale do Taquari podem entrar em contato com a Acil, com a CIC-VT ou com o Sebrae VTRP.