Laboratório de Inovação

opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Laboratório de Inovação

Por

Atualizado sábado,
08 de Maio de 2021 às 07:30

Lajeado
BRDE - Lateral vertical - Final vertical

O Laboratório de Inovação Governamental e Social do Município de Lajeado (Labilá) já nasceu com duas parcerias formadas: uma com o Parque Científico e Tecnológico da Univates (Tecnovates), e outra com a Unimed VTRP, por meio do Vibee. Mas a consolidação do hub público ainda depende de uma série de fatores para ficar semelhante às inspirações (fotos). Entre esses, a contratação ou designação de servidores para atuarem no local, o custeio da reforma do prédio, e ainda o investimento necessário para equipar o espaço nobre do Centro Histórico. Por ora, não há prazo para inaugurar o prédio na rua Marechal Deodoro. Mas são todos detalhes que devem ser acelerados após o efetivo lançamento da ideia.


“Não encha o saco”

O presidente Jair Bolsonaro utilizou o Twitter para se defender da CPI da Covid, armada às pressas e com o célebre Senador Renan Calheiros (MDB) à frente do processo. “Uns médicos receitam a cloroquina, outros a ivermectina. E o terceiro grupo (Mandetta) manda o infectado ir para casa e só procurar um hospital quando sentir falta de ar (para ser entubado). Portanto, você é livre para escolher, com o seu médico, qual a melhor maneira de se tratar. Escolha e, por favor, não encha o saco de quem optou por uma linha diferente da sua, tá ok?”. Pela declaração, ele não parece tão melindrado com a CPI armada às pressas e com o célebre Senador Renan Calheiros à frente.”


Frustração

O governo de Teutônia promoveu um evento para abrir a “cápsula do tempo”, um espaço construído junto ao Centro Administrativo, em 1984. A expectativa era encontrar documentos da época. Mas o plano restou frustrado. Após a retirada da pedra, os presentes foram surpreendidos com a maior parte do material deteriorado. Apenas algumas moedas ficaram intactas. Mesmo assim, a administração tenta restaurar os objetos e apresentar o resultado em uma live, agendada para o dia 22 de maio. Já no dia 24 de maio será criada uma nova cápsula, para ser aberta daqui a 30 anos. Aliás, a cápsula antiga, segundo os planos iniciais, deveria ter sido aberta há 10 anos.


Alunos na Univates

O aluguel de 10 salas de aula da Universidade do Vale do Taquari (Univates) está gerando confusão. Os espaços foram locados para atender às regras de distanciamento e alocar 210 estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio do Colégio Evangélico Gustavo Adolfo. Não é nada contra o Gustavo Adolfo, me parece. O problema, segundo alguns universitários, é o pagamento integral da mensalidade da Univates e a manutenção das aulas virtuais. “Por que outros alunos podem utilizar o campus de forma presencial?”, questiona um acadêmico.


Beira do rio

Em Lajeado, já passou da hora do governo municipal investir em obras próximas ao Rio Taquari, com o intuito de recuperar as ciclovias nas ruas Osvaldo Aranha e Bento Rosa. É o nosso cartão-postal!


Defesa Civil e o Cristo

A consolidação do Cristo Protetor de Encantado vai mexer com a segurança do Vale do Taquari. O aumento no número de turistas nas proximidades da estátua e também em outros pontos turísticos da região requer um novo planejamento por parte dos órgãos de segurança e, ainda, da nossa Defesa Civil. Mais do que nunca, é preciso melhor estruturar a Defesa Civil Regional.


“Só Por Hoje”

A Clínica Central completa 35 anos nesta segunda-feira. São mais de três décadas salvando vidas e resguardando a união de milhares de famílias. São 35 anos de uma história iniciada por Roque Lopes, e transformada em realidade pelas mãos de inúmeros pacientes, consultores, admiradores e voluntários. A Clínica Central é um patrimônio de Lajeado. Vida longa. E “só por hoje”.


Atestados e comorbidades

As más línguas avisam: se já havia um comércio de atestados em algumas alas da medicina nacional, o problema tende a aumentar de forma considerável com a inclusão de “pessoas com comorbidades” na lista de prioritários para a vacinação contra a Covid-19. Tomara que não aconteça por aqui. Já nos basta aquela parcela da sociedade que viu vantagem em pegar, mesmo sem necessidade, o Auxílio Emergencial destinado aos mais necessitados.