O Cristo Protetor

opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

O Cristo Protetor

Por

Vale do Taquari
Imec - Lateral vertical - Final vertical

O Cristo Protetor ainda carece de recursos para ser 100% finalizado, com elevador, mirante espelhado no coração da estátua e tudo mais que o turista merece receber. A campanha persiste e todos estão convidados a auxiliar na construção do mais novo marco do turismo nacional e internacional. E já tem líder regional pensando em pedir ajuda ao Vaticano. Ou, particularmente, ao próprio Papa Francisco. Ora, e por que não? Certamente, o chefe maior da Igreja Católica já está sabendo do fato e poderia dar uma “mãozinha” ao Vale do Taquari.

O Cristo Protetor II

Ontem, o projeto do Cristo Protetor de Encantado foi apresentado ao Governador Eduardo Leite, que já sinaliza com apoio à pavimentação do acesso e fomento ao empreendedorismo na região do Morro das Antenas (aliás, o nome do morro poderia ser alterado, não?). Ainda nessa quarta-feira, o governo municipal lançou nova identidade visual (foto) e o fato seguiu repercutindo na mídia internacional, em mais de 30 meios de comunicação da Alemanha e outros países, principalmente. Já no domingo, a obra será matéria especial no programa Fantástico.

Acesso ao V-13

O impacto causado pela construção do Cristo Protetor precisa ser aproveitado em todo o Vale do Taquari. E um dos pontos que carece de melhorias e de visões empreendedoras é o Viaduto 13, em Vespasiano Correa, o popular “V-13”. A estrutura disponível aos visitantes está muito aquém do potencial turístico daquela obra prima da engenharia brasileira. E cabe ao poder público fomentar, por meio de um acesso asfáltico até o ponto de visitação, o incremento de novos empreendimentos no local.

Hallal na Univates

O ex-reitor da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), Pedro Hallal, é um dos palestrantes do 11º Simpósio Interdisciplinar em Saúde e Ambiente (Sisa) da Univates. O cientista ganhou destaque durante a pandemia com o Epicovid-19, um estudo epidemiológico sobre o coronavírus realizado no país. Recentemente, ele recebeu a Medalha do Mérito Farroupilha e também se envolveu em uma polêmica nacional, ao ser notificado pela Controladoria Geral da União (CGU) após críticas públicas ao presidente Jair Bolsonaro. O evento ocorre no dia 17 de maio.

Homenagem alemã

A imagem foi divulgada pela Secretaria de Cultura de Estrela. Um grupo de alemães da cidade de Frankena homenageou o município estrelense com uma placa de indicação. A homenagem é fruto de um intercâmbio cultural. Os alemães vieram ao Brasil em 2019. Em três oportunidades, os Grupos Folclóricos de Estrela também visitaram Frankena.

Ouvidoria ferve

Entre janeiro e março, a Ouvidoria de Lajeado recebeu 836 casos, dos quais 388 ainda eram denúncias relacionados ao combate à covid-19, como aglomerações e perturbação do sossego. O advérbio “ainda” é utilizado pois desde janeiro as denúncias sobre covid-19 não estão mais sob a responsabilidade da Ouvidoria. E entre as demais denúncias, destaque para 64 pedidos para notificar proprietários sobre a roçada de terrenos; 33 pedidos para trocar lâmpadas; 27 reclamações sobre falta de lixeiras ou danificadas; 25 pedidos de recolhimento de entulhos e lixo verde; 25 pedidos de reforma, limpeza e conserto de praças; e 20 relatos de problemas com mosquitos.

E as mulheres?

Sempre alerta, a jornalista Laura Peixoto lança uma nova provocação: desconstruir o machismo estruturado no modelo de denominação de áreas públicas. Atualmente, a cidade de Lajeado possui cerca de 70 praças ou parques. E apenas três homenageiam mulheres: a Praça Líria Arenhart, no bairro Jardim do Cedro, o Parque da Nascente do Arroio do Engenho Clara Maria Schoor, no bairro Olarias, e a Área Verde Renita Schneider Kunz, em Olarias. O mesmo vale para nomes de escolas.

E vamos além. Em 2014, o historiador José Alfredo Schierholt alertou que havia 967 nomes de avenidas, ruas, travessas e praças, e só 82 homenageavam a mulher, incluindo as ruas Nossa Senhora do Caravaggio, Nossa Senhora da Conceição e Nossa Senhora de Lourdes. Não chegavam a 9% do total. Um índice que, desde então, certamente se manteve absurdamente baixo. Não deve ser exclusividade de Lajeado, eu sei. Mas aqui podemos mudar essa realidade.

Reforma na Barragem

A reforma da barragem do Rio Taquari, em Bom Retiro do Sul, deve perdurar até meados de maio. E não será um processo tranquilo. Além da complexidade da obra em si, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) precisa se preocupar com o Ministério Público de Estrela. Recentemente, o promotor de justiça André Costa instaurou inquérito civil para averiguar denúncia enviada pela internet, relatando mortandade de peixes no Rio Taquari, “devido a irregularidades na execução de reparos na Barragem Eclusa”.

Golpe nas prefeituras

O Ministério Público alerta sobre um golpe realizado contra prefeituras por meio do aplicativo WhatsApp. Em alguns estados, incluindo o Rio Grande do Sul, há registro de pessoas entrando em contato com as gestões municipais, identificando-se como promotores de Justiça e solicitando vantagens, como repasse de recursos financeiros ou uso de veículos oficiais. O MPRS reforça que as comunicações oficiais são feitas pelo e-mail institucional ou por correspondência oficial.