Projeto desperta consciência e forma “Guardiões Ambientais”

Público infantil

Projeto desperta consciência e forma “Guardiões Ambientais”

Curso tem previsão de iniciar nas próximas semanas, mas depende de melhora no cenário de pandemia. Ainda há vagas disponíveis

Por

Projeto desperta consciência e forma “Guardiões Ambientais”
Em sua primeira edição, projeto busca desenvolver a educação ambiental desde cedo (Foto: Divulgação)
Vale do Taquari
Imec - Lateral vertical - Final vertical

Com o objetivo de incentivar crianças a se tornarem cidadãos conscientes com o meio ambiente, o Centro de Educação Ambiental (CEA) de Lajeado criou o projeto “Guardiões Ambientais Mirins”, que tem sua primeira edição este ano. A atividade busca atingir alunos da rede municipal de ensino entre 10 e 12 anos e as inscrições ainda estão abertas, de forma gratuita.

Segundo a bióloga e coordenadora do CEA, Edith Esther Zago de Mello, a ideia é começar a conscientização desde cedo para que as crianças possam provocar mudanças no meio onde vivem. De forma prática e teórica, o curso busca promover a educação ambiental, sendo realizado durante dois dias da semana, nos contraturnos escolares e com duração total de 60h.

“Hoje temos um programa de educação ambiental, mas ele não é contínuo. A proposta é que esse curso possa trabalhar com um grupo fechado e de forma contínua, porque assim conseguimos melhor formação e abrangência de mais temas”, explica a bióloga.

Entre os assuntos, o curso vai falar sobre a água, mudanças climáticas, biodiversidade, cuidados dos animais domésticos, conscientização sobre a utilização de plásticos e seus impactos ambientais clássicos. Além disso, serão trabalhados temas como proteção florestal e uma base da legislação ambiental.

“Quanto antes e quanto mais essas crianças praticarem as ações conscientes, maiores as chances desses hábitos se manterem”, acredita Edith.

As atividades vão ocorrer no Jardim Botânico de Lajeado, com visitas a lugares como o Aterro Sanitário e a Estação de Tratamento de Água. No final do ano, os alunos que tiverem frequência de no mínimo 80% receberão um certificado de Guardiões Ambientais Mirins.

O projeto estava previsto para iniciar neste mês, mas com o agravamento da pandemia, foi adiado e aguarda liberação e melhora do cenário da região. A turma terá cerca de 20 alunos e as inscrições podem ser feitas diretamente no CEA, localizado no Jardim Botânico de Lajeado, ou pelo número (51) 3982-1099.

É necessário levar documento de identificação dos pais ou responsáveis, documento de identificação do aluno e comprovante de matrícula da rede municipal e estadual de ensino.

Exemplo em casa

Entre as crianças ansiosas pelo início do projeto está o aluno da Escola Estadual de Ensino Fundamental Irmã Branca, David Joanella Huber, de 11 anos. A mãe, Maitê Joanella, é Engenheira Ambiental e viu na iniciativa uma oportunidade de incentivar o filho sobre os cuidados ao meio ambiente.

Ela conta que David já pratica alguns hábitos sustentáveis, como a separação do lixo. “Esses dias, na casa de um parente, ele viu o lixo misturado e foi lá separar”, comenta Maitê. Ela ainda ressalta a importância de começar a educação ambiental com as crianças e comenta sobre a expectativa do curso para o filho. “Elas vão trazer mudanças positivas para o futuro”, acredita.