Transporte público na berlinda

opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Transporte público na berlinda

Por

Vale do Taquari
Imec - Lateral vertical - Final vertical

O assunto anda meio esquecido. Mas a corda vai estourar em diversas cidades do Estado e haverá reflexos no Vale do Taquari. As empresas de transporte público trafegam na berlinda. A situação financeira e a queda constante no número de passageiros, que já eram problemas antes mesmo da pandemia, se agravaram e muito desde março de 2020. A solução pode estar nos grandes players do mercado nacional, que muito em breve podem desembarcar na região com serviços de consultoria.

Assessorias

Além dos secretários municipais e demais cargos comissionados, o prefeito de Arroio do Meio, Danilo Bruxel (PP), busca assessorias no setor privado do município. Desde o início da gestão, ele já contratou consultorias na área da Agroindústria e também no setor da Engenharia Civil.

Caliça

O vereador Vitor Krabbe (PDT) cobra mais atitude do poder público de Teutônia. Ele solicita que a Secretaria de Obras apresente um cronograma de atendimentos nos bairros, especialmente em relação aos serviços de recolhimento de entulhos, caliças, galhos e etc.

Pároco no plenário

Na sessão de segunda-feira da Câmara de Encantado, o trecho bíblico foi excepcionalmente lido pelo Pároco da cidade, Padre Mauro José Organista Lupércio, que recentemente retornou ao município.

Tragédia em Arroio do Meio

O Vale do Taquari voltou a ser notícia nacional em função de ações cometidas pela Brigada Militar (BM). Desta vez, uma questionável abordagem resultou na morte de um haitiano, que minutos antes fora impedido de cometer suicídio pelos próprios policiais militares. O que levou a BM a matar o cidadão que aparentemente estava acometido de algum tipo de surto psicológico ainda será averiguado pelos órgãos competentes. E é preciso avaliar com afinco. Não foi a primeira vez na região, reforço. E para o bem da nossa estimada BM, a sociedade precisa desses esclarecimentos.

Videomonitoramento

A presidente da Câmara de Encantado, Andresa Cristina de Souza (MDB), encaminhou ofício ao Secretário Estadual de Segurança Pública, o vice-governador Ranolfo Vieira Júnior. A vereadora solicita aumento do efetivo da Brigada Militar na cidade e, também, reforça a necessidade de consertar as câmeras de videomonitoramento instaladas no Posto da Polícia Rodoviária Estadual.

DEFESA CIVIL

A Câmara de Estrela avalia um Projeto de Lei que altera a nomenclatura da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDE). Se aprovada a matéria, o setor passará a ser chamado de Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC). De acordo com a mensagem justificativa do PL, a medida tem por objetivo adequar a legislação estrelense à lei federal de 2008.

Pensão vitalícia

O debate se arrasta faz seis anos. Mas tem avançado. Estou falando do projeto que prevê o fim da aposentadoria vitalícia dos ex-governadores no Rio Grande do Sul. Ontem, o parecer foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa. A proposta é de autoria do deputado Pedro Pereira (PSDB), e está em discussão desde 2015 no Legislativo gaúcho. Atualmente, nove ex-governadores e três viúvas recebem os valores. Por ano, a estimativa é de um gasto superior a R$ 6 milhões.

Hoje, além das três viúvas, recebem a pensão vitalícia os ex-governadores Jair Soares, Pedro Simon, Alceu Collares, Antonio Britto, Olívio Dutra, Germano Rigotto, Yeda Crusius, Tarso Genro e José Ivo Sartori. Alguns acumulam outras aposentadorias pomposas. Menos mal que, em 2015, a mesma Assembleia aprovou uma proposta de autoria de Any Ortiz (Cidadania) que estabeleceu o fim do generoso subsídio para os próximos governadores. A decisão passa a valer com o atual governador Eduardo Leite.

Maneco e a assembleia

Elogiado publicamente pelo ex-governador Tarso Genro (PT), o presidente da Famurs e ex-prefeito de Taquari, Emanuel Hassen de Jesus (PT), é o principal nome do partido para concorrer a uma vaga na assembleia gaúcha pelo Vale do Taquari. “Maneco”, como popularmente é conhecido, está preparado. Ele deixou o lado radical no passado (lembram a derrubada do busto do ex-presidente da república Costa e Silva, em 2014?) e hoje foca no diálogo amplo e plural como a principal arma para angariar apoio de outros partidos. Ele está pronto, reforço. E é um bom nome ao Vale!

Conselho Tutelar

Em Encantado, e a pedido do vereador Roberto Salton (PDT), foi realizada na tarde de segunda-feira, no plenário da Câmara, uma reunião com o Conselho Tutelar de Encantado. Os vereadores ouviram sobre os trabalhos desenvolvidos e tomaram conhecimento de reivindicações para que a função do conselheiro seja desempenhada com mais segurança. Ficou definido que será marcada uma nova reunião. Na pauta, a necessidade de aprimorar um Regimento Interno.