Justiça suspende eleições em Putinga

Pleito

Justiça suspende eleições em Putinga

Após impugnação da chapa vencedora em 2020, pleito havia sido remarcado para 2 de maio e foi novamente suspenso

Por

Justiça suspende eleições em Putinga
(Foto: Divulgação)
Vale do Taquari
CRON Previne - Lateral vertical - Final vertical

Após marcar eleições para maio, a Justiça Eleitoral voltou atrás e suspendeu por tempo indeterminado o pleito em Putinga. A decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RS) foi na mesma semana em que a nova data havia sido agendada.

Em nota, o tribunal justifica a suspensão com base no cenário epidemiológico do município. “A suspensão ocorreu por conta da situação pandêmica que coloca o município, em dados proporcionais, como o segundo colocado em vítimas da covid-19 no estado”, diz.

A candidatura de Claudiomiro Cenci (PP) foi contestada em 26 de outubro do ano passado. A juíza 45ª Zona Eleitoral de Arvorezinha, Eveline Buffon, sentenciou a impugnação da coligação “O caminho certo para a transformação” (Progressistas/PDT). A denúncia é de irregularidades em convenção partidária na escolha do vice-prefeito da chapa.

Conforme as alegações, partidos teriam escolhido, em um primeiro momento, a candidata Ana Cason. Após novas deliberações, foi definido o nome de Paulo Lima, entretanto os documentos não retificavam a mudança.
A ação também aponta informações falsas na lista de presença com participação de pessoas que sequer teriam sido convocadas. Ainda cita o envio de duas atas do PDT.

Em novembro, a sentença que prevê indeferimento da candidatura de Cenci e Lima foi mantida por unanimidade pelo TRE-RS.