“É um programa que ultrapassou o Vale”

Hub de Inovação

“É um programa que ultrapassou o Vale”

Gestor do Vibee, Rafael Zanatta, participou do programa A Hora Bom Dia para falar sobre formação de 12 startups formadas pela iniciativa de aceleração da Unimed

Por

“É um programa que ultrapassou o Vale”
(Foto: Ana Carolina Becker)
Vale do Taquari
Imec - Lateral vertical - Final vertical

O coordenador do Vibee, Hub de Inovação da Unimed, Rafael Zanatta, participou do programa A Hora Bom Dia, da Rádio A Hora 102.9, na manhã desta quarta-feira, 7, para falar sobre a primeira turma de 12 startups que conclui o processo de aceleração, além disso, também fala sobre os resultados e perspectivas da iniciativa.

As que concluem o programa nesta quarta-feira, foram escolhidas entre 123. “Foram seis meses de mentoria e inspiração. É um programa de aceleração com muita energia para garantir que nesse período vai ter crescimento acelerado”, explica.

O que seria feito em dois anos, foi concentrado em seis meses e se a iniciativa obtiver premissa boa nesse período de um semestre, segue e se encontrar algum empecilho, muda a estratégia. “Essas selecionadas receberam dose de capacitação, mentoria e inspiração para garantir que tivessem crescimento.”

As startups aceleradas pelo Vibee Unimed são da área da saúde. Em função da pandemia, o trabalho desenvolvido foi de forma on-line e contou com a participação de iniciativas do Brasil. Apenas uma é de Lajeado e outra de Porto Alegre, as demais, são de todo o território brasileiro. “Conseguimos fazer um programa completo e aqui tivemos participações especiais para o crescimento de todos.”

Zanatta explica que o Hub de Inovação tornou-se conhecido em âmbito nacional. “Isso é muito bacana porque leva a nossa região para outros cantos”, comenta. Surpreso com o resultado positivo, ele salienta que o programa foi dividido em dois: Vibee Start que fomenta novas startups e auxilia empreendedores a colocar a ideia em prática, além desse, há o Vibe Go que conta com a participação de startups que variam de R$ 300 mil até R$ 20 milhões de mercado.

O gestor reforça que muitas atividades do dia a dia vividas pelos profissionais da Unimed são compartilhadas com as startups e, na maioria das vezes, também são problemas enfrentados por elas.

A nível de região, comenta que é preciso começar pequeno, sem ter medo de errar e sem criar grandes estruturas. “Não fique dois anos imaginando como seria o modelo ideal, comece. Os pequenos erros vão acontecer, mas sempre haverá aquela garantia de que estejam se movimentando na direção certa”, diz.

Ouça a entrevista na íntegra