Os novos “CRIMINOSOS”

opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Os novos “CRIMINOSOS”

Por

Vale do Taquari
Imec - Lateral vertical - Final vertical

A pandemia criou uma nova percepção para “criminosos” na nossa sociedade. Desde o início deste interminável pesadelo, as pessoas que insistem em trabalhar para levar o pão para dentro de casa são taxadas de criminosas por uma pequena e barulhenta casta da sociedade, que ainda acredita manter o monopólio da verdade e de todas as virtudes. E o empresário, que antes mesmo da pandemia era taxado de criminoso por essa mesma ala, e que em meio à pandemia faz malabarismos para não aumentar a pobreza, passou a ser o próprio Diabo em forma de pessoa.

Os novos “CRIMINOSOS” II

O outro criminoso criado pela mesma parcela da sociedade é o pai do aluno que pede insistentemente pela reabertura das escolas. Para essa parcela da sociedade, o pai que demonstra preocupação com o desenvolvimento cognitivo e social do seu filho é um “genocida” – essa é a palavrinha da moda entre os lacradores. Para essa mesma parcela da sociedade, que possui procuração para falar em nome do “bem comum”, o pai que não quer pedir desligamento do trabalho em meio à pandemia para cumprir função de professor em casa é um criminoso.

Os novos “CRIMINOSOS” III

A imprensa que “se arrisca” a não atacar sistematicamente o presidente pela demora na vacinação mundial e pelos altos índices de mortes mundo afora também é criminosa, negacionista, genocida e etc. O repórter que não compactuar com as verdades absolutas acerca do isolamento social e das tentativas e ameaças de lockdown é um criminoso. O repórter que ousar questionar a “ciência”, então, é o segundo Diabo em forma de pessoa. Afinal, para essa mesma parcela da sociedade que possui o monopólio da bondade, a ciência é única, inquestionável e imutável.

Os novos “CRIMINOSOS” IV

Por fim, essa mesma parcela da sociedade também trata como criminosos os milhares de médicos respeitados em suas comunidades e que defendem (publicamente) o controverso “Kit Covid”. Na mente dessas pessoas, os médicos que sugerem o uso de ivermectina e outros medicamentos como forma de amenizar os avanços da covid-19 no organismo são genocidas e fazem parte de um pacto pelo extermínio da raça humana. Na cabeça dessas pessoas, a luta contra a sugestão do tal tratamento precoce é um ato heroico de “resistência”. É um gesto de bravura em meio ao mal.

Os novos “CRIMINOSOS” V

Ironias à parte, essa onda de criminalização e falta de empatia é um dos piores legados da pandemia. Ora, as proibições estabelecidas ofenderam direitos e liberdades fundamentais dos indivíduos, e a legalidade de decretos estaduais e municipais é bastante duvidosa. Logo, é natural que uma imensa parcela da sociedade (de Direita e Esquerda) não aceite com tanta passividade e romantismo a quebra de empresas, a destruição de famílias, a desinformação e as doenças mentais causadas pelo isolamento social. Mas, nos dias de hoje, até o “natural” é criminoso.

Plano para os resíduos

Em Teutônia, o governo municipal realiza hoje a audiência pública virtual para apresentar o relatório do prognóstico do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (PGIRS). O evento inicia às 14h, por meio de uma Live realizada na Câmara de Vereadores e com transmissão ao vivo na página do Facebook da Prefeitura de Teutônia. Serão apresentados dados e informações sobre o perfil da geração, coleta, armazenamento, tratamento e destinação dos resíduos gerados.

Duplicação

Anunciada no dia 15 de fevereiro, a obra de duplicação da BR-386 ainda não começou e não deve começar em março. Por ora, não há empresa contratada e tampouco licença ambiental do IBAMA.

O pior da história!

Os números comprovam que vivemos o mês mais trágico da história de Lajeado, tudo em função da covid-19. Em apenas 22 dias, março de 2021 registrou quase o mesmo número de mortos registrados em todo o ano de 2020 (a primeira morte por coronavírus ocorreu em dia 23 de abril): são 57 contra 60. E vai aumentar. Ou seja, vamos cuidar os nossos hábitos sanitários e evitar aglomerações. A vacina está chegando e logo estaremos livres deste pesadelo!

Enfim, aprovados!

Dois projetos que repousavam no plenário da Câmara de Encantado foram aprovados na sessão plenária desta semana. O primeiro “institui política pública para inclusão digital aos moradores do meio rural através do programa ENCANTADO AGRODIGITAL” e foi aprovado por unanimidade. O segundo foi aprovado com quatro votos contrários e “assegura o atendimento preferencial e prioritário aos doadores de sangue, órgãos e medula óssea no Município de Encantado”.

Solidariedade

No domingo, o Tribunal de Contas do Estado divulgou nota de solidariedade ao Judiciário e, em especial, ao juiz de direito Eugênio Couto Terra, da 10ª Vara da Fazenda Pública do Foro Central de Porto Alegre, responsável pela liminar que tentou suspender a cogestão dos prefeitos no programa de distanciamento social do Estado. “No Estado Democrático de Direito, as decisões judiciais podem ser questionadas e, eventualmente, alteradas por meio de recursos às instâncias superiores. Inadmissível é que as discordâncias se manifestem em ataques ao Judiciário e magistrados”.

Privatização da Corsan

Em Encantado, e antecedendo a Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores realizada na segunda-feira, o gerente municipal da Corsan, Hugo Adriano Ogliari, participou de reunião com os parlamentares. Ele solicitou uma mobilização junto aos deputados contra a privatização da estatal. Por ora, os legisladores aproveitaram a oportunidade para cobrar mais agilidade da empresa.