Esperança

opinião

Amanda Cantú

Amanda Cantú

Jornalista

Colunista do caderno Você

Esperança

Por

CRON Previne - Lateral vertical - Final vertical

Foi uma semana difícil. Não só para mim, mas para qualquer um que tenha um pouco de sensibilidade e consciência de tudo o que está acontecendo ao seu redor.

Por isso, as palavras que você lê aqui também foram difíceis. Este foi um daqueles textos em que a gente passa horas olhando para a tela do computador, na tentativa de escrever algo, mas sem saber exatamente o que dizer.

Pensei muito e, por mais difícil que seja, decidi falar um pouquinho sobre uma das únicas coisas que têm me segurado nos últimos dias: a esperança.

Quando 2021 começou, tinha plena consciência de que nada mudaria rápido como mágica. Mas tinha esperança de uma melhora gradual.

Chegamos a março, quando começamos a recordar os primeiros dias de pandemia, há um ano. Porém, nada está melhor. Pelo contrário. Na quarta-feira alcançamos o pior dos recordes: quase duas mil vidas perdidas em um único dia.

Não há palavras motivacionais para usar aqui. Também não há como estar bem nesta realidade.

Tenho feito o possível para lidar com esse momento, onde, na maior parte do tempo, é a ansiedade que fala mais alto. Confesso que não tenho mais forças para argumentar sobre a necessidade de nos isolarmos e ficarmos em casa, sempre que possível.

Quem ainda se aglomera sem necessidade, no pior momento da pandemia, não se importa com ninguém, ou é incapaz de sentir qualquer coisa.

Para ficar mais claro, necessidade é ser trabalhador de serviço essencial ou não ter a opção de trabalhar em casa. Festa, mesmo que seja o seu casamento, ou churrasco com os amigos, não é necessidade.

Para tentar manter a saúde mental, voltei aos dias de março do ano passado, só mais cansada e ansiosa. Voltei a focar no que me manteve bem no começo: as pessoas que amo e a esperança.

Teremos um longo e difícil caminho pela frente, não há como negar. Mas quando nada mais faz sentido, precisamos nos agarrar a algo. Felizmente, a esperança é o sentimento mais duradouro que conheço.

Se também está difícil para você, tudo bem. Não se sinta culpado. Somos diferentes e sentimos de formas diferentes. Te envio um abraço daqui, de longe, e te peço para não deixar de sentir. Seja a gravidade da situação e a necessidade de proteger a ti e quem está ao teu redor, ou a esperança.