Esgoto “universal”

opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Esgoto “universal”

Por

Vale do Taquari

O tratamento de efluentes domésticos é a grande pedra no sapato da Companhia Riograndense de Saneamento, a nossa conhecida Corsan. A empresa estatal simplesmente não consegue avançar neste importante tema, e a esperança de muitos municípios recai agora sobre as prometidas Pacerias Público-Privadas (PPP). É o caso de Lajeado, por exemplo. E uma das dúvidas gira em torno da cobrança por esse serviço de esgoto.

Haverá custo, e isso precisa ficar claro para todos. Já pensando em amenizar o impacto junto às comunidades mais carentes, o governo lajeadense sugere a criação de uma “taxa universal”. Ou seja, todos pagam pelo tratamento de esgoto, mesmo que a rede coletora não chegue a todas as residências. Em Lajeado, por exemplo, a primeira e única estação de tratamento está próxima à Cohab/Moinhos. Resta saber se a comunidade vai aceitar a proposta…


MP x EGR

Em Estrela, o Ministério Público instaurou inquérito civil para “apurar a responsabilidade da manutenção da via de acesso da Rota do Sol (RST-453) à Linha Lenz”. A denúncia partiu de uma moradora de Teutônia. Segue trecho: “Efetuei relatos solicitando conserto no acesso da RST-453 acesso ao município de Teutônia pela Linha Lenz, tanto ao Setor de Obras do município de Estrela quanto à EGR. Estrela diz que a competência do conserto é da EGR, e EGR diz que é competência do município de Estrela. Uso essa rota diariamente, pois moro em Teutônia e trabalho em Lajeado, assim como muitas pessoas, e gostaríamos que algo fosse feito. A situação se arrasta por mais de um ano.”


Novas Secretarias Estaduais

Na terça-feira, o governador Eduardo Leite sancionou a reestruturação das secretarias de Estado. A medida, segundo o governo estadual, “visa reduzir gastos, desburocratizar e acelerar processos”. Entre as mudanças, a fusão das secretarias de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) com a de Governança e Gestão Estratégica (SGGE), que resultou na nova Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG). Cláudio Gastal será o Secretário de SPGG. Outra mudança é a divisão da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), liderada por Rodrigo Lorenzoni, em duas pastas: Secretaria de Turismo e Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Por ora, Lorenzoni fica à frente de ambas. Após, ficará só com o Turismo.


Ampliação da UTI

Ontem, no gabinete do prefeito Adroaldo Conzatti (PSDB), estavam presentes os vereadores Cris Costa (PSDB) e Joel Bottoni (PSDB), e o assessor do deputado estadual Mateus Wesp (PSDB), Alexandre Moreira. Eles tratavam sobre a possibilidade de ampliação da UTI do Hospital Beneficente Santa Terezinha. Hoje são 10 leitos equipados. Desses, apenas cinco estão em funcionamento efetivo e os demais aguardando liberação. Uma audiência com a Secretária Estadual de Saúde do RS, Arita Bergmann, será marcada para os próximos dias.


Klaus Schnack em Encantado

Um projeto de lei do Executivo de Arroio do Meio vai definir o futuro do ex-prefeito da cidade, Klaus Schnack (MDB). O emedebista é engenheiro concursado na prefeitura, mas não cumprirá serviços no local. Ele será cedido para a Prefeitura de Encantado. Já a ex-assessora de Imprensa de Arroio do Meio, a jornalista Maica Viviane Gebing, foi contratada pela Prefeitura de Santa Clara do Sul, onde vai atuar ao lado de Rafael Simonis na assessoria ao prefeito Paulo Kohlrausch, futuro presidente da Amvat e possível candidato a deputado estadual em 2022.


RS Seguro

O governo estadual prevê R$ 14 milhões para investir em ações culturais em 23 municípios que integram o programa RS Seguro. Lajeado é um desses. A intenção é realizar chamamentos públicos para intervenções culturais nos bairros mais carentes. Ainda não há definição de valores por município. Isso dependerá dos projetos a serem apresentados. Mas já estão definidos os bairros lajeadenses aptos para a promoção: Santo Antônio, Conservas e Jardim do Cedro.


Monumento da Inovação

Lajeado pode receber um Monumento da Inovação. A ideia é instalar a estrutura na nova rua Antônio Fialho de Vargas, que foi aberta entre o entroncamento da rua Bento Rosa com a ponte seca da BR-386 e o novo Parque Ney Arruda, na área central da cidade. A primeira tentativa, porém, restou frustrada. O município queria construir o monumento com recursos da Lei Aldir Blanc. Entretanto, o edital de licitação que previa um investimento próximo a R$ 30 mil foi encerrado em dezembro passado em função da “falta de interessados”.


Injeção de ânimo

É inegável. Mesmo diante de uma vacina que não é unanimidade, e mesmo diante de uma quantidade absolutamente irrisória para as necessidades da nossa sociedade, a chegada da Coronavac aos lares brasileiros é uma verdadeira injeção de ânimo para 2021. O ano que se passou foi duro e ainda deve gerar muito prejuízo às empresas, famílias e serviços públicos em geral. Não poderíamos iniciar um novo ciclo com as mesmas incertezas de 2020. A vacina, com todas as duas dúvidas e questionamentos, precisa trazer um pouco mais de tranquilidade para mantermos nossas mentes sãs e seguirmos com a resiliência necessária ao momento de pandemia.