Apreensão em Lajeado

opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Apreensão em Lajeado

Por

Vale do Taquari

A incerteza sobre a recontratação ou não do quadro de Cargos Comissionados que fazia parte do primeiro governo de Marcelo Caumo (PP) persiste em Lajeado. Com quase duas semanas de novo governo, e sem previsão de definição completa por parte do prefeito reeleito, muitos ex-servidores aguardam contatos. Por outro lado, alguns CCs (e FGs) exonerados no fim da gestão passada já foram “recontratados”. Entre eles, Giovani Marasca, na Coordenadoria de Comunicação Social; Natanael dos Santos e Elisete Alves da Silva Mayer, no Gabinete do Prefeito; e Natanael Zanatta, na Coordenadoria Especial de Contratação de Serviços e Aquisição de Produtos/PROC.

Apreensão em Lajeado II

Em coletiva realizada no início da gestão 2021/2024, o gestor avisou que pretende preencher muitas das vagas com o chamado “Banco de Talentos”, um canal criado basicamente para receber currículos de pessoas dispostas e interessadas nos mais de 100 cargos comissionados disponíveis na Prefeitura Municipal. A ideia não deixa de ser uma inovação no Vale do Taquari. Ação semelhante foi realizada pelo ex-prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior (PSDB), e também foi anunciada pelo prefeito eleito de Joinvile, Adriano Silva (Partido Novo). E nada impede que os próprios ex-CCs também encaminhem seus currículos para a inusitada seleção pública.


Câmara sem fibra

O recado é da Câmara de Vereadores de Estrela. O anúncio é de segunda-feira. “Foi constatado o rompimento de uma fibra óptica em nossos telefones. Os reparos já estão sendo realizados e a expectativa é de 48 horas para normalização. Por ora, é possível contatar a Câmara de Vereadores de Estrela por meio do telefone/Whatsapp (99838-0752).” Hoje, em princípio, tudo voltará ao normal no plenário estrelense!


Medonho voltou

Nessa segunda-feira, foi publicado no Diário Eletrônico de Lajeado o “afastamento do servidor efetivo Fabiano Bergmann cargo de provimento efetivo de Operador de Máquina Pesada” e a posterior nomeação dele como novo Secretário de Obras e Serviços Públicos do município, cargo que era ocupado pelo também servidor efetivo, Cassiano Jung. Bergmann, ou “Medonho”, foi o vereador mais votado do PP em novembro passado. Nas redes sociais, a decisão de abrir mão do mandato para assumir a Seosp gerou duras críticas por parte do eleitorado lajeadense.


Digitalização jurídica

A Justiça Estadual busca atingir a marca de dois milhões de processos digitalizados em 2021. Para tal, montou uma força-tarefa interna que foi criada durante a pandemia e será ampliada neste ano. A equipe de trabalho receberá reforços, com a participação de servidores e estagiários, de forma a avançar na virtualização do acervo de processos físicos ativos. O objetivo previsto é atingir 100% de processos virtuais em fevereiro de 2022.


Mal-estar tardio!

Durante toda a campanha e o pleito, a disputa entre Danilo Bruxel (PP) e Klaus Schnack (MDB) foi assinalada como exemplo de civilidade. E não foi por menos. Ambos mantiveram a elegância e o respeito que se esperam dos bons agentes públicos. Porém, o trem descarrilhou logo nos primeiros dias da gestão do novo prefeito progressista, eleito com 51,8% da preferência do eleitorado de Arroio do Meio. Bruxel reclama veemente da quitação de um financiamento contratado a longo prazo. Schnack garante que deixou a casa em ordem. Um mal-estar tardio. E desnecessário, não?


Mudança no MDB

Pouco a pouco e as cadeiras vão se ajeitando na Câmara de Vereadores de Lajeado. No gabinete do vereador Carlos Ranzi (MDB), por exemplo, há mudanças no quadro de assessores. Fernando Dallazen deixa o cargo de Assessor do parlamentar reeleito e assume o mesmo cargo no gabinete da vereadora Ana da Apama, a mais votada entre os 15 vereadores eleitos em 2020. E para o seu lugar, Ranzi chamou Francine Bald, que já atuou em outras funções dentro do Legislativo municipal. Ranzi também deve contar com a assessoria do jornalista Marcos Ruschel, com passagens pela TV Univates. Ele assume no lugar do advogado Rodolfo Agostini, que sairá “a pedido”.


Nunca é demais!

Em Encantado, o vereador Carlos Eduardo da Silva (MDB) encaminhou o seu primeiro “Pedido de Providências” na Câmara. Ele pede para que sejam colocadas placas de advertência, alertando sobre lugares impróprios para banho nos rios, arroios, lagoas e balneários em geral. É uma deficiência que atinge a maioria dos municípios do Vale do Taquari. E mesmo se os efeitos de tais sinalizações não impedirem o acesso dos banhistas, nunca é demais alertar!


Com Covid, e sem protesto

Os vereadores de Santa Clara do Sul enfrentariam protestos contra o reajuste de IPTU na sessão plenária agendada para ontem. Porém, e de acordo com informações da Câmara, há casos positivos de covid-19 entre parlamentares e servidores do Legislativo, e a aguardada sessão foi cancelada. A coincidência entre o cancelamento do encontro e os casos do novo coronavírus geram comentários.


Emater dispensada!

O ofício encaminhado pelo prefeito de Encantado ao presidente da Emater/RS mexeu com a política no Vale do Taquari. Adroaldo Conzatti foi claro e direto ao pedir o encerramento do convênio firmado entre a entidade e o poder público municipal. Uma decisão unilateral que desagradou e gerou forte repercussão junto aos novos – e antigos – opositores do gestor reeleito, e cujo protesto (ou Moção de Repúdio) sinalizado pelos vereadores oposicionistas é definido como mera “histeria” por uma parte da Situação.