A sociedade tem pressa

Editorial

A sociedade tem pressa

Acertam os municípios da região em se organizarem desde já por meio de planos locais de vacinação contra a covid-19

A sociedade tem pressa
Vale do Taquari

Acertam os municípios da região em se organizarem desde já por meio de planos locais de vacinação contra a covid-19. Enquanto o processo avança em nível nacional, mesmo que a passos lentos, os gestores municipais devem fazer o que está ao seu alcance para garantir uma estratégia assertiva de imunização de suas comunidades.

Em Lajeado, por exemplo, há uma verba de até R$ 2 milhões já reservada para uma possível compra dos imunizantes. Além disso, já foram adquiridos os insumos necessários, como seringas e agulhas, para viabilizar a utilização de 35 mil doses imediatamente.

Em Teutônia, a câmara quer direcionar a devolução de parte dos recursos excedentes do duodécimo para o mesmo, além de outras iniciativas existentes em outras localidades região afora.

A terça-feira no Brasil foi de novos anúncios que ampliam a expectativa da população. Em coletiva de imprensa, o Instituto Butantan afirmou que a vacina Coronavac registrou eficácia de 50,38% de eficácia global contra a doença. Parece baixo, mas o índice é superior ao exigido pela Organização Mundial de Saúde e pela própria Agência Nacional de Vigilância Sanitária (50%).

Destaque para o fato de não apresentar nenhuma reação adversa grave, além da eficácia alta (de 100%) para casos graves e mortes. São informações que animam a comunidade médica brasileira.

Após uma angustiante inércia das autoridades nacionais, as perspectivas enfim começam a melhorar. No entanto, com mais de 200 mil mortes causadas pela covid-19 e a economia amarrada pelas restrições impostas pela pandemia às atividades produtivas, a nação tem pressa e quer ver logo a sua população imunizada, pelo menos os grupos mais vulneráveis.

Ainda assim, preocupa o atraso do Brasil, enquanto mais de 40 países avançam rapidamente em seus planos de imunização. O país precisa dissolver as disputas internas, unir esforços e destravar de uma vez por todas esse processo.