A Era “Schneidinha”

opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

A Era “Schneidinha”

Por

Vale do Taquari

Elmar Schneider (PTB) inicia oficialmente a transição de governo em Estrela. Nessa segunda-feira, muitas novidades. A primeira veio logo cedo, com o resultado de uma “enquete” realizada às pressas pela Associação dos Professores Municipais de Estrela (Aprome) e que definiu o nome da provável secretária de Educação. No caso, a própria presidente da Aprome, Elisângela Mendes, que recebeu 122 votos contra 35 da segunda professora concursada mais votada.


A Era “Schneidinha” II’

A “enquete” foi definida e lançada no sábado, com prazo até às 18h de domingo para a votação. A eleição ocorreu de forma virtual e os 242 professores concursados foram avisados por meio de e-mail. Por fim, foram computados 189 votos válidos. Todos poderiam indicar um nome, aleatoriamente, e todos também poderiam receber votos. Schneider recebeu uma lista com os cinco nomes mais lembrados. E tudo indica que Elisângela Mendes deve ser confirmada.

A Era “Schneidinha” III’

Hoje o prefeito eleito deve anunciar o seu Secretário da Fazenda. A ideia do novo governo é reorganizar a estrutura das secretarias municipais. Em princípio, haverá a redução de 11 para 8 pastas. Há uma expectativa grande em relação ao setor da agricultura. Em sua campanha, Schneider prometeu entregar um par de botas para o futuro secretário da área. Também há uma expectativa em relação ao MDB. O partido será oposição, ou vai se unir ao novo prefeito?


É hora de recuperar!

O prefeito eleito de Cruzeiro do Sul quer monetizar e revigorar a Casa do Morro. João Dullius já avisou que vai buscar apoio junto à Amrturvales para tentar alavancar o turismo local. O atual presidente da entidade, Leandro Arenhart, recebe com alegria essa informação, mas reforça que não foram poucas as tentativas para tal. Vamos torcer para que tudo dê certo e, desta vez, possamos comemorar a recuperação deste belíssimo símbolo histórico da nossa região!


“Poço de ignorância”

Na sexta-feira, um dia após a inauguração, o novo poço artesiano do bairro Imigrantes, em Estrela, foi alvo de vandalismo. A porta do local foi furtada e, já no sábado, outros itens foram levados. Entre esses, a bomba dosadora de água. A estrutura era uma reinvindicação antiga daquela comunidade. O empreendimento iniciou em janeiro e, em agosto, ainda durante as obras, o espaço também foi alvo de criminosos. Na ocasião, fios de eletricidade foram furtados do local.


Pautas identitárias

A “nova” agenda política da Esquerda do século XXI tem focado em questões étnico-raciais e de gênero, essencialmente, em detrimento às pautas mais tradicionais, como saúde, educação, emprego e segurança pública, por exemplo. É legítimo, claro, e alguns grupos e até partidos têm se destacado como ícones de algumas novas – ou nem tão novas assim – bandeiras. Mas há riscos. O excesso de ênfase concedido às questões identitárias, com a construção de narrativas românticas nos meios de comunicação, já vacinou a maioria silenciosa no Brasil e, pouco a pouco, vai despertando e vacinando até mesmo uma parte da minoria barulhenta. E quem avisa amigo é.


Renner assume a Defesa Civil

Em Lajeado, o setor da Defesa Civil volta a ter um coordenador. Vinícius Renner deixa a função de Coordenador de Trânsito do município e assume o posto que até o meio do ano pertenceu ao ex-bancário Heitor Hoppe, eleito vereador pelo PP. Renner é da reserva da BM e já atuou como Coordenador Regional da Defesa Civil no Vale do Taquari. Agora resta saber quem assumirá o Setor de Trânsito.


Descanso e futuro

A delegada aposentada Márcia Scherer (MDB) está em Santa Catarina. Na beira do mar, e na companhia do companheiro Paulo Rogério Farias Medeiros, ela está curtindo o merecido descanso após as conturbadas eleições em Lajeado. Também deve estar pensando no futuro. A emedebista fez 28.603 votos para Deputada Federal, em 2018. Na ocasião, garantiu apoio em mais de uma centena de municípios gaúchos, mas não conquistou a sonhada cadeira. Em solo lajeadense, ela perdeu duas eleições municipais, em 2016 e 2020, ambas para Marcelo Caumo, que não estará no próximo pleito. Ela tem bagagem. Resta saber quais serão os planos de voo para os próximos anos!


Nova Fuvates!

A Fundação Vale do Taquari de Educação e Desenvolvimento Social (Fuvates), mantenedora da Universidade do Vale do Taquari (Univates), realizou na manhã do sábado a eleição da sua diretoria para o período de 2021 a 2024. Ney Lazzari será o presidente, e Valmor Kapler será o vice-presidente. A nova gestão tem como desafio pós-pandemia auxiliar na reestruturação da Univates em cenários educacionais alternativos. Além disso, receberá a gerência de um conjunto de novos negócios mantidos para a prestação de serviços nas áreas da saúde e de análises laboratoriais.