Vote consciente

opinião

Edson Brum

Edson Brum

Único deputado estadual do Vale do Taquari

Assuntos do cotidiano e política

Vote consciente

Por

Estado
Tudo na Hora 2 - Lateral vertical - Final vertical

Neste domingo, 15 de novembro, mais de 150 milhões de eleitores irão às urnas em 5.570 municípios brasileiros para escolher os seus representantes nos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador. Uma manifestação que vai muito além do cumprimento de um direito e de um dever. É o processo democrático em sua plenitude, que sinaliza a escolha do que cada cidadão quer para a sua comunidade.

É o voto que tem o poder de transformar o seu bairro, melhorar o seu município, defender os interesses dos grupos que você faz parte. É o voto que representa a voz de cada cidadão e demonstra que todos nós somos responsáveis pelo futuro da nossa cidade. É por meio do voto que você tem o poder de separar o joio do trigo, o bem do mal, o mentiroso do honesto.

Já diz no artigo 1º, no parágrafo único da nossa Constituição Federal, promulgada em 1988: “todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente”. A mensagem é clara e demonstra que está nas mãos de cada eleitor o instrumento de mudança política e social e que determinará o que queremos para as nossas cidades pelos próximos quatro anos.

Para isso, mais do que tudo, é preciso que você vote consciente. Há opções para todos os gostos, mas é preciso estar sempre atento na hora da escolha. Não vote em quem fez promessas e não as cumpriu. Se você continuar optando por candidatos que não têm palavra, você demonstra que está no mesmo nível que eles – ou até pior, por insistir em quem não cumpre o que foi prometido. Isto não passa de um subterfúgio usado por mentirosos.
Valorize a honestidade e não caia no senso comum de que “todo político é igual e corrupto”. Exatamente esta forma de pensar é que faz com que péssimos governantes sejam eleitos. Não permita que os ruins vençam ou que os outros escolham por você. Analise as opções. Não se deixe enganar por promessas vazias. Quem vota em candidato que não tem palavra está avalizando as coisas erradas que testemunhamos pelo Brasil afora.

A informação é o maior aliado na hora de escolher em quem votar. Pesquise sobre o candidato ou a candidata. Atualmente, você pode conferir inclusive se ele ou ela é Ficha Limpa. Dê uma boa analisada em seu histórico. Analise também se quem você escolheu valoriza a família, o verdadeiro alicerce para encarar todos os desafios. Quais os valores que ele ou ela defende? Acima de tudo, tenha certeza de que a pessoa que irá receber o seu voto estará aberta ao diálogo e irá honrar a sua palavra.