opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Planos Diretores em Teutônia

Por

Vale do Taquari

Em Teutônia, o Plano Diretor está na pauta dos três candidatos a prefeito. Ariberto Magedanz (PP), por exemplo, sugere “revisar e atualizar o Plano Diretor e o Código de Posturas, através de grupo técnico para análise e estudo e posterior apresentação e conhecimento da comunidade”. Atual prefeito e candidato à reeleição, Jonatan Brönstrup (PSDB) promete concluir o Plano de Mobilidade Urbana – já em andamento – e também a “revisão do Plano Diretor das áreas de expansão urbana”. Por fim, Celso Forneck (PDT) não cita especificamente o plano. Mas sugere alterações no zoneamento, como a “destinação de áreas de terras (locais) para futuros distritos industriais”.


Nazismo em 2020?

Inacreditável. A governadora interina de Santa Catarina precisou se manifestar sobre algo que já deveria estar decidido na nossa sociedade: Nazismo, o famigerado regime implantado pelo ditador e genocida Adolf Hitler. Logo após assumir interinamente, Daniela Reinehr (sem partido) precisou dar explicações sobre esse delicado tema, já que a Confederação Israelita do Brasil (Conif) emitiu uma nota cobrando um posicionamento. Ocorre que o pai de Daniela, José Altair Reinehr, professor de história, já escreveu diversos textos em que, segundo a nota, busca amenizar o sistema imposto no fim da década de 30, na Alemanha. Ela diz que não responde pelos pensamentos dos outros.


Muitos votos!

Mais da metade dos eleitores estrelenses respondeu, na menção espontânea, não saber em quem votar no pleito do dia 15. A pesquisa divulgada ontem pelo Grupo A Hora, realizada entre os dias 24 e 27 de outubro, demonstra que uma alta gama de eleitores ainda não está devidamente decidido, ou pouco conhece os candidatos. A análise denota, essencialmente, que o pleito está em aberto.


Boa impressão e motivação!

A primeira entrevista da dupla Evania Schneider e Fernanda Storck Pinheiro – candidatas a Reitora e Vice-Reitora da Universidade do Vale do Taquari (Univates), respectivamente – deixou uma boa impressão aos ouvintes da Rádio A Hora 102.9. A eleição tem chapa única. E muito provavelmente elas devem assumir a academia a partir de 2021. É um novo momento para a instituição de ensino, que terá de se virar sem a presença do primeiro e, até o momento, único reitor na história da Univates, o professor Ney Lazzari. Mas as professoras demonstram, acima de tudo, muita motivação. E nós torcemos por elas!


TCE segue fechado

Em portaria publicada nessa quinta-feira, o Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS) prorrogou a suspensão de seu expediente presencial. O Órgão de Controle permanecerá em trabalho remoto até 30 de novembro, prazo que pode ser estendido, para o controle e a redução de riscos de contaminação pelo coronavírus. Na justificativa, os muito bem pagos conselheiros avisam: “o alto número de mortes e contaminações pela Covid-19 no Brasil, bem como o cenário de incertezas em relação à pandemia, são alguns dos motivos que levaram o TCE-RS a ampliar seu período de teletrabalho, que iniciou em 18 de março”.


Frente a frente

Enoir Cardoso (PP), atual vice-prefeito de Encantado, foi o primeiro candidato a prefeito daquela cidade a ser sabatinado no programa Frente e Verso. E ele não poupou críticas ao atual chefe. Reclamou de suposto autoritarismo e falta de diálogo por parte do prefeito e candidato à reeleição, Adroaldo Conzatti (PSDB). “Eu fui cortado e limitado em algumas funções. Comecei a entender que talvez estivesse ocorrendo um bloqueio”, afirmou, ao ser questionado sobre o fim da coligação.


Frente a frente II

O atual vice-prefeito tem um desafio grande pela frente. Entre todas as pesquisas realizadas nas principais cidades do Vale do Taquari, é justamente em Encantado que ocorre a maior disparidade entre os principais postulantes. A estratégia do PP é tentar convencer o eleitorado de que, apesar dos avanços recentes, a administração municipal poderia ter feito mais pela comunidade. E mais do que isso. Ainda é preciso explicar, detalhadamente, como fazer este “algo a mais”.


Gastos x Despesas

De acordo com os dados já disponibilizados no site DivulgaCand, do TSE, o candidato à reeleição em Lajeado, Marcelo Caumo (PP), já contratou R$ 131,3 mil em despesas para esta campanha, do quais R$ 75,2 mil já foram efetivamente pagas. Até o momento, ele divulga um total de R$ 90 mil em recursos arrecadados. Já a candidata Márcia Scherer (MDB) acumula R$ 63,8 mil em despesas contratadas, sendo R$ 61 mil efetivamente pagas. A emedebista já arrecadou R$ 109,3 mil. Por fim, Daniel Fontana arrecadou R$ 102 mil, mas ainda não divulgou as despesas.


Deferidos e renúncia

Em Encantado, e de acordo com o site Divulgacand, do Tribunal Superior Eleitoral, apenas uma entre 59 candidaturas a vereador não foram deferidas pela Justiça Eleitoral. Trata-se da ex-candidata Eliane Leite Costi, a “Nani Costi”, do PP, que renunciou à candidatura. Ela é a ex-primeira dama da cidade. “Nani Costi”, como é carinhosamente conhecida, é casada com o ex-prefeito Paulo Costi (PP).