outubro rosa

“Com diagnóstico precoce de câncer, chance de cura ultrapassa 90%”, diz oncologista

Em entrevista à rádio A Hora 102.9, médica Camila Jeremias fala da evolução do Outubro Rosa e da importância de exames como a mamografia

Por

Atualizado sábado,
17 de Outubro de 2020 às 09:15

“Com diagnóstico precoce de câncer, chance de cura ultrapassa 90%”, diz oncologista
Médica oncologista Camila Jeremias concedeu entrevista à Rádio A Hora 102.9 na manhã desse sábado. Foto Matheus Chaparini
Lajeado

A médica oncologista Camila Dagostim Jeremias foi a entrevistada desse sábado do programa Bom Dia, da Rádio A Hora. Camila começou abordando a evolução do movimento Outubro Rosa, criado nos Estados Unidos, na década de 1990.

“Houve uma corrida pela cura, promovida por um instituto. Distribuíram para todas participantes um laço de fita cor de rosa. A partir daí o movimento se popularizou por vários países até chegar ao que conhecemos hoje”, afirmou.

Camila defendeu a importância de exames, como a mamografia, para garantir um diagnóstico precoce para aumentar as chances de cura.

“Cada vez mais a gente vê que esses exames são fundamentais porque nos permitem que, lá na frente, quando a gente faz um diagnóstico precoce de câncer, a chance de cura ultrapassa 90%”.

Homens não estão livres

A oncologista pontuou que o câncer de mama pode também afetar homens. São casos raros, que representam menos de 1%, mas geralmente são subtipos mais agressivos. Camila afirmou que não é necessário fazer autoexame regularmente, mas no caso de qualquer nódulo axilar ou mamário, é importante procurar um médico.

 

Confira a íntegra da entrevista: