opinião

Amanda Cantú

Amanda Cantú

Jornalista

Colunista do caderno Você

Por que é tão difícil receber elogios?

Por

Quem nunca respondeu a um “gostei da sua roupa” com um “comprei na promoção, foi baratinho”? Ou a um “como seu cabelo está bonito” com “hoje ele acordou em um bom dia”? Ou mesmo um “seu texto ficou muito bom” com “ah, mas escrever é fácil”? Aposto que você se reconheceu nestas situações ou já se pegou pelo menos uma vez tentando se diminuir diante de um elogio.

Mas, afinal, por que será que é tão difícil aceitar elogios?

Tenho pensado muito sobre isto desde que li um texto que abordava o tema, em um portal que costumo acompanhar. A partir de então, passei a reparar nas reações dos meus amigos e colegas quando elogiados e, adivinhem? A maioria não sabe receber um elogio sem ficar desconfortável ou se diminuir.

Para tentar entender esse processo, precisei pensar na minha própria experiência. Desde que me lembro, nunca fui boa em receber elogios. Já melhorei bastante, principalmente depois de abrir espaço para a terapia e compreender como o meu comportamento funciona.

Sempre tive uma autoestima baixa e, apesar de ter crescido em uma família que me deu muito apoio, respeito e amor, não passei ilesa na vida em sociedade. Ao não me encaixar em um padrão esperado, virei um alvo.

Hoje, apesar da maturidade, de conviver com pessoas maravilhosas e de ser grata por ter alcançado muito do que um dia já sonhei, ainda existe a dificuldade de lidar com as minhas próprias cobranças, de olhar para mim mesma com o mesmo carinho e me tratar com o mesmo cuidado com que busco tratar o outro. Por isso para mim ainda é difícil aceitar elogios, em especial quando vêm de pessoas queridas.

Engraçado como é muito mais fácil aceitar algo que venha de um estranho, do que o carinho de um amigo. Por aqui, sempre surge uma vozinha dizendo “ah, mas ele só está tentando me fazer sentir bem”. Bom, e qual o problema nisso? Talvez esta seja mesmo a razão e está tudo bem. Aceite o carinho de quem te quer bem.

Consciente de que, se você tem um histórico de críticas na vida, esse processo de aceitação e amor próprio é muito mais difícil, te proponho que tentamos juntos. Das coisas que aprendi e que podem te ajudar, uma delas é ser realista em relação as suas qualidades da mesma forma que você conhece bem os seus defeitos.

Lembre-se que toda pessoa que você admira tem qualidades em comum com você, então aprenda a enxergar em você as belezas que vê no outro. O mundo, por si só, já é perfeccionista e padronizado, não precisa de mais gente assim.

Um dia nos ensinaram que aceitar elogios é coisa de gente esnobe ou arrogante. Mas quer saber? Existe uma diferença bem grande entre aprender a se aceitar e se amar, de se considerar superior. Aceite que você é bom o suficiente e muitas pessoas te amam assim, na maravilhosa combinação de defeitos e qualidades que você é. Isso é o que te torna único.

Você não precisa da aprovação do mundo, precisa se aceitar, aceitar que é amado e ser feliz.